Às vezes o conteúdo que você procura não está na primeira página. Seja um paleontólogo no Ikessauro e procure aqui o conteúdo que deseja!



quinta-feira, 4 de junho de 2009

Caminhando com as Bestas

Animais pré-históricos da série
© BBC

Esta postagem tem o objetivo de mostrar a você leitor o que é Caminhando com as Bestas (Walking with Beasts). Este é o título de um documentário da emissora britânica BBC, originalmente exibido no Reino Unido em Novembro de 2001, tendo como tema a vida e a evolução na era Cenozóica, que é depois da extinção dos dinossauros no final do Cretáceo. Só os períodos Paleoceno e Mioceno ficaram de fora do documentário, os demais períodos da era Cenozóica foram mostrados, com seus respectivos animais, na maioria mamíferos, em ambiente natural. Então clique para expandir a postagem e caminhe com as bestas!

Este documentário foi criado por Jasper James e produzido Nigel Peterson, Kate Bartlett. Como produtor executivo temos Tim Haines. Na América, o documentário foi exibido pelo Discovery Channel, além de ser renomeado para Caminhando com as Bestas Pré-históricas.
Capa do DVD da série
© BBC

Contendo 6 episódios de cerca de 30 minutos cada, o documentário é o maior, mais completo e talvez o único gravado até hoje a respeito de mamíferos pré-históricos no geral. Abaixo você confere um pequeno resumo de casa episódio e a lista de animais que aparecem, a época e local que retratam e o local onde foram feitas as gravações dos cenários/paisagens.

Episódio 1 - New Dawn (Novo Amanhecer)
Época: Eoceno - cerca de 49 milhões de anos atrás;
Local retratado: Alemanha;
Gravado em: Java

Cerca de 16 milhões de anos depois da extinção dos dinossauros, a Alemanha está coberta por uma floresta tropical onde vivem diversos animais, a maioria mamíferos e aves. Um animal é tomado como centro das atenções no episódio, o Leptictidium, que parece um roedor, um rato ou gambá saltador com focinho afilado. Todo episódio tem um animal como "protagonista".
Neste caso, o episódio mostra a rotina do Leptictidium que vive na floresta próximo a um lago, cujo fundo está repleto de bolsas de dióxido de carbono, que é um gás tóxico. Este gás acumulou-se pela atividade vulcânica no local. O Gastornis, ave de 2 metros de altura, é o predador máximo em terra e na água o ancestral das baleias, chamado Ambulocetus, reina soberano. Pequenos ancestrais dos cavalos vivem ali, bem como primatas pequenos habitam as árvores. Ao fim do episódio tal gás escapa com um tremor de terra e mata a maior parte da vida local, porém alguns animais sobrevivem.
Os animais que aparecem neste episódio são:
  • Ambulocetus (mamífero)
  • Gastornis (ave)
  • Godinotia (mamífero)
  • Leptictidium (mamífero)
  • Propalaeotherium (mamífero)
  • Formicium (Inseto - identificada como Formiga Gigante)
  • Creodonte (mamífero - não identificado no episódio, provavelmente é um Mesonyx )
  • Tyrannosaurus (dinossauro - visto somente na introdução)
  • Ankylosaurus (dinossauro - visto somente na introdução)
  • Didelphodon (mamífero do Cretáceo - visto somente na introdução/abertura)
  • Tamanduá (mamífero - representado pelo animal real atual)
  • Sapo arborícola (representado pelo animal real atual)
  • Libélula (representado pelo animal real atual)
  • Gecko (representado pelo animal real atual)
  • Esquilo (representado pelo animal real atual)
  • Crocodilo (representado pelo animal real atual)
  • Cobra (representado pelo animal real atual)
  • Besouro (representado pelo animal real atual)
© BBC© BBC© BBC© BBC© BBC© BBC

Época: Eoceno - cerca de 36 milhões de anos atrás;
Local retratado: Paquistão - Egito;
Gravado em: Flórida.

O centro das atenções neste episódio é uma fêmea de Basilosaurus, prestes a dar a luz e que está literalmente morrendo de fome. Este animal, um ancestral da baleia, foi confundido com um réptil pelos seus dentes enormes, por isto foi nomeado assim. Ela precisa comer logo , senão vai acabar abortando seu filhote e depois morrendo de fome, por isto se obriga a entrar em um mangue raso para caçar, arriscando a ficar encalhada. Na terra, o maior mamífero predador de todos os tempos procura comida, o Andrewsarchus, é um ancestral das ovelhas e bodes, porque parece um lobo gigante, mas na realidade tem até cascos. Outros animais aparecem, enquanto o Basilosaurus fêmea ainda está definhando sem comida. No fim do episódio, finalmente ela consegue comer, atacando alguns outros animais marinhos. Finalmente ela dá a luz e consegue voltar ao mar aberto com seu filhote recém nascido.
Os animais deste episódio são:
  • Dorudon (mamífero)
  • Basilosaurus (mamífero)
  • Moeritherium (mamífero)
  • Andrewsarchus (mamífero)
  • Apidium (mamífero)
  • Embolotherium (mamífero - idenficado como Brontotherium)
  • Physogaleus (peixe - identificado como um tubarão)
  • Caranguejo (Crustáceo - representado pelo animal real atual)
  • Tartaruga marinha (réptil - representado pelo animal real atual)
  • Arenque (peixe - representado pelo animal real atual)
© BBC© BBC© BBC© BBC© BBC© BBC
Episódio 3 - Land of Giants (Terra de Gigantes)
Época: Oligoceno - cerca de 25 milhões de anos atrás;
Local retratado: Mongólia;
Gravado em: México e Arizona.

Esse episódio é centrado no maior animal mamífero terrestre que já caminhou sobre o planeta Terra, pelo menos, o maior descoberto até hoje. Este grandalhão é o Indricotherium, um rinoceronte primitivo, sem chifres e que tem mais de 5 metros de altura. No episódio, os produtores retrataram uma fêmea dando a luz e então o foco passa a ser a vida do filhote. Sua luta pela sobrevivência nos cativa, dificuldades em aprender a se virar sozinho são nada perto da necessidade de proteção, frente à predadores famintos que vivem no mesmo local. Assim, aprendemos um pouco sobre a Mongólia naquele período, conhecendo diversos animais, que estão listados abaixo.
  • Hyaenodon (mamífero)
  • Chalicotherium (mamífero)
  • Cynodictis (mamífero)
  • Entelodon (mamífero)
  • Indricotherium (mamífero)
© BBC© BBC© BBC© BBC© BBC

Episódio 4 - Next of Kin (Parente próximo)
Época: Plioceno - cerca de 3,2 milhões de anos atrás;
Local retratado: Ethiopia;
Gravado em: África do Sul e no Grande Vale de Depressões, que vai da Síria à África ocidental.

Este episódio é baseado em um bando de Australopithecus que tentam sobreviver em meio à mudança climática e de ambiente, que está fazendo a maior parte das florestas fechadas sumir e dar lugar à planícies com poucas árvores. Os Australopithecus são primatas que começaram a caminhar em posição ereta, sobre somente duas pernas, para facilitar a localização e melhorar o campo de visão quando estavam nas campinas. Afinal, no campo aberto, precisavam ficar no solo e caminhar muito entre uma árvore e outra, a fim de trocar de lugar ou para conseguir comida, além de que a maior parte da vegetação era capim alto ou outra planta semelhante. Precisavam ficar em pé para ver por cima da vegetação e assim ficar atentos ao perigo. Acompanhamos o dia a dia dos nossos ancestrais durantes algum tempo, enquanto procuram comida, escapam de perigosos ataques de mamíferos herbívoros territorialistas ou de predadores. Diversos animais aparecem neste episódio, sendo que estão todos listados abaixo:
  • Ancylotherium(mamífero)
  • Australopithecus(mamífero)
  • Deinotherium(mamífero)
  • Dinofelis (mamífero)
  • Rinoceronte (mamífero - representado pelo animal real atual)
  • Abutre (ave- representado pelo animal real atual)
  • Chacal (mamífero- representado pelo animal real atual)
  • Javali (mamífero - representado pelo animal real atual)
  • Zebra (mamífero - representado pelo animal real atual)
© BBC© BBC© BBC© BBC

Episódio 4 - Saber- Tooth (Dente-de-Sabre)
Época: Pleistoceno - cerca de 1 milhão de anos atrás;
Local retratado: Paraguay;
Gravado em: Brasil - Chapada dos Veadeiros;

O episódio chamado Dente-de-Sabre é focado justamente nos grandes felinos que viviam na América, que migraram da América do Norte para a do Sul e ali evoluíram para a maior forma deles. Outros animais viviam aqui, onde hoje moramos, entre eles o Macrauchenia, um ancestral do camelo que tinha uma pequena tromba, além das grandes preguiças gigantes e dos Doedicurus, mamíferos ancestrais dos tatus, que tinham grandes carapaças e cauda terminada em clava com espinhos. O episódio acompanha a rotina de um Smilodon macho, apelidado de "Half Tooth" (Meio Dente), devido ao fato de que uma presa dele está quebrada. Ele é desafiado por dois Smilodons mais jovens, dois irmãos, que numa luta conseguem derrotá-lo e expulsá-lo de seu território, matar seus filhotes e tornar-se machos dominantes do bando. Porém, num golpe de sorte de Half Tooth, um dos irmãos morre ao tentar enfrentar um Megatherium e numa luta "mano a mano" ele tem grandes chances, então volta, luta e recupera seu território.
© BBC© BBC© BBC© BBC© BBC
Episódio 4 - Mammoth Journey (Jornada dos Mamutes)
Época: Pleistoceno - cerca de 30 mil anos atrás;
Local retratado: Alpes Suíços e fundo do Mar do Norte;
Gravado em: Canadá.

Há 30 mil anos atrás, o Mar do Norte, que hoje separa as ilhas do Reino Unido da Europa, era uma enorme planície de gramíneas, um local seco porque o congelamento das calotas polares diminuiu o nível dos oceanos. É o fim da era do gelo, as planícies estão cheias de animais pastando, incluindo um bando de Mamutes Lanosos, alguns cervos e bisões da época e um clã dos nossos parentes, Homens de Cro-Magnon, também aproveitam o verão. O centro das atenções deste último episódio é o bando de Mamutes, que viajarão do Mar do Norte até os Alpes Suíços para passar o inverno, então retornando para as planícies na primavera.
Enquanto acompanhamos os mamutes, vemos dois Megaloceros, cervos enormes lutando com os chifres para decidir quem vai ser o macho dominante, porém eles são emboscados por Homens de Neanderthal, que consegue matar um dos animais para comer. Uma mãe e um filhote de Mamute se separam da manada, são perseguidos pelo Leão Europeu, feroz felino da época, mas sobrevivem e se juntam ao grupo.
Os Neanderthais foram clãs e um deles é mostrado procurando lenha, mas durante a tarefa é atacado por um Rinoceronte Lanoso, que o machuca, mas não o mata devido a sua constituição robusta. O clã de Neanderthais encurralam os Mamutes num penhasco, fazendo com que dois caiam para a morte e não possam assim resistir ao ataque. Esta técnica, de levá-los ao penhasco usando machados e tochas de fogo mostra a esperteza destes hominídeos.
O episódio termina no Museu Vitoriano, com vários fósseis expostos e uma frase de efeito do narrador: " Nós construímos museus para celebrar o passado, e gastamos décadas de nossas vidas estudando a vida pré-histórica. E se tudo isto nos ensinou alguma coisa, é isso: Nenhuma espécie dura para sempre".
  • Homem de Neanderthal (representados por humanos modernos/atores)
  • Homem de Cro-Magnon/Homem Moderno (representados por atores)
  • Megaloceros (mamífero)
  • Mamute Lanoso (mamífero)
  • Rinoceronte Lanoso (mamífero)
  • Leão Europeu (mamífero)
  • Bisão (mamífero - representado pelo animal real atual)
  • Antílope da Saiga (mamífero - representado pelo animal real atual)
  • Mosquito (inseto - representado pelo animal real atual)
  • Lobo (mamífero - representado pelo animal real atual)
© BBC© BBC© BBC© BBC© BBC


Estes seis episódios foram exibidos na TV, no entanto foram feitos mais dois episódios extras, tratando de temas específicos.
O primeiro é o chamado de "Triumph of the Beasts", que fala sobre a ascensão dos mamíferos na Terra. O Segundo é chamado "The Beasts Within" que nos conta mais sobre a evolução do homem a partir dos primatas, ou melhor, a busca dos cientistas pela ligação do homem com os primatas.
Não sei se foram exibidos na TV, mas o DVD com a série completa contém ambos os episódios, além de outros extras, como galeria de fotos, fichas dos animais e entrevistas com os produtores.

4 comentários :

Style disse...

So de pensar que nossos antepassados venceram todos esses dai, eu me sinto honrado de ser um humano.

Juan disse...

Olá Ikessauro
Gostaria de saber se vc ainda disponibiliza os DVDs caminhando com as bestas
Continue fazendo desse site um dos melhores endereços de vida pré historica na net brasileira ^^

Patrick disse...

Oi Juan
Infelizmente não vendo mais DVDs, minha parceria com o fornecedor acabou porque ele decidiu voltar à universidade, portanto não teria mais tempo pra fazer os DVDs.

Brunochavesanimais disse...

acho que o mesonyx não é um creodonte e sim um mesonquídeo, pois ele é aparentado com o andrewsarchus, e este aparece no épisódeo seguinte.