Às vezes o conteúdo que você procura não está na primeira página. Seja um paleontólogo no Ikessauro e procure aqui o conteúdo que deseja!



quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Triceratops e Torosaurus: o mesmo animal ou mais um engano paleontológico?

Reconstrução atual do Triceratops
© Sergio Perez
Um raro dinossauro de chifres conhecido como Torosaurus pode não ser uma espécie diferente, pois de acordo com uma apresentação feita na última sexta-feira, no Encontro Anual da Sociedade de Paleontologia de Vertebrados, que ocorreu em Bristol - Inglaterra, este dinossauro pode ser a mesma espécie que o já bem conhecido Triceratops. Mas há muita controvérsia sobre o assunto e muitos ainda duvidam desta hipótese, que pra mim é bem duvidosa. Veja o que dizem os paleontologistas que publicaram o artigo e a opinião do "Ikessauro" expandindo a postagem.

Pesquisadores já vem reconhecendo similaridades entre Torosaurus e Triceratops há muito tempo, sendo que a principal diferença é que o Torossauro tem um escudo ou gola óssea maior e mais alongado para cima, na parte posterior do crânio. Mas John Scannella, um estudante de doutorado da Universidade de Montana, e seu orientador, John R. Horner, afirma ter descoberto que espécimes atribuídos às duas espécies realmente formam uma sequência de desenvolvimento contínuo em vez de representar grupos isolados de idades iguais. Seria como dizer que os espécimes de uma espécie representam um faixa etária e os exemplares da outra espécie representam outra faixa etária, porém de uma mesma espécie. Como diria minha mãe, "trocando por miúdos" eles dizem que os exemplares de Torossauro são espécimes de Triceratops machos adultos já totalmente maduros e não uma espécie diferente.

Um esqueleto de Triceratops em exposição no Museu Americano de História Natural em New York, por exemplo, mostra um número de traços no crânio que são comuns tambem ao Torossauro, incluindo ossos parietais e ossos esquamosais alongados. Além disso, exames ao microscópio em finas lascas de ossos de indivíduos de Triceratops e Torossauro revelam que os animais considerados Torossauros são mais desenvolvidos, mais maduros que qualquer um dos outros considerados Triceratops.
Scannella e Horner a partir disso acreditam que os fósseis que são diagnosticados como Torosaurus são somente indivíduos da espécie Triceratops que chegaram à idade madura antes de morrer.

Cientistas já vinham questionando qual a possibilidade de duas espécies semelhantes dividirem o mesmo ecossistema, ambos vivendo desde o Colorado até Saskatchewan, no fim do período Cretáceo. Se Scannella e Horner estão certos, a resposta para a dúvida é que os dois animais seriam na verdade uma única espécie.

Mas a descoberta leva traz outra questão, que é porque caçadores de fósseis só recuperaram só alguns poucos espécimes de Torossauros, menos que uma dúzia, que é pouco se comparada às várias dúzias de jovens Triceratops. "Se Torosaurus é Triceratops, então nós encontramos um monte de animais que ainda tinham muito para crescer," comentou Scannella. Mas devemos ser cuidadosos até que os pesquisadores determinem uma idade mais precisa para cada exemplar na hora da morte.

Os achados providenciam mais evidências de que a diversidade de dinossauros estava diminuindo antes deles serem extintos, o que de acordo com Scannella, sustenta a ideia que alguma outra coisa destruiu os dinossauros e não o asteróide.

A teoria poderia ser levada mais a sério se não houvessem tantas contradições. Para afirmar que Torossauros são machos velhos de Triceratops os paleontologistas em questão teriam que explicar muitas outras características. A principal diferença entre os escudos dos dois tipos de dinossauro é que o Triceratops tem golas mais curtas, de osso maciço, sem fenestras, que são aqueles buracos que existem em crânios de dinossauros. O Torossauro tem uma gola mais longa verticalmente e com enormes fenestras. De acordo com diversas pesquisas os animais poderiam usar os chifres para lutar, enroscando os chifres nos do oponente, talvez para disputar fêmeas ou território, assim como dominância do bando.
Uma reconstrução atual do Torossauro
© Dinoraul/Paleoguy/JWK

Se fosse desta forma, seria estranho justo os machos adultos, que lutariam, ter um crânio e gola mais frágil, com fenestras grandes, bem onde os chifres de um rival poderiam "cutucar" e machucar a carne, furando o escudo durante a luta, pois esta estrutura não teria o osso para proteção. Por isto acho praticamente impossível e inútil, até prejudicial, o animal desenvolver buracos no crânio depois de adulto, em uma etapa da vida em que precisaria mais do que nunca de um escudo resistente. Os paleontólogos afirmam que os Triceratops tem na gola uma espécie de "remendo fino" bem onde ficariam as fenestras dos Torossauros. Talvez queiram dizer que esse pedaço de osso sumia durante o envelhecimento.
Seria mais plausível ocorrer o contrário, o animal perder as fenestras, desenvolvendo osso no crânio, que tornaria a gola totalmente fechada. Em alguns animais o crânio é ainda incompleto ao nascer e precisa terminar o desenvolvimento durante o crescimento. Um bom exemplo somos nós, humanos. Quem não lembra de ter ouvido o pai ou a mãe dizer para cuidar com a cabeça do bebê porque ela tem uma "moleira". Bem, garanto que muitos já ouviram, pode não ter sido precisamente com o termo "moleira", que é usado aqui no interior do Paraná, mas acho que a maioria sabe que ao nascer temos o osso do topo do crânio desenvolvido apenas parcialmente e que quando vamos crescendo ele também cresce, fechando completamente o crânio.
Outra característica que pode contrariar a teoria de Scannella é que a estimativa de tamanho do Triceratops chega a 9 metros e a do Torossauro vai até no máximo 7 metros de comprimento. Como poderia um animal perder 2 metros de comprimento durante a velhice?
E ainda qual seria o motivo de machos adultos serem tão raros, pois os fósseis de Torossauro são raros e os de Triceratops, supostamente as fêmeas jovens, serem tão abundantes. Esta questão até pode ser respondida de maneira plausível, mas não sabemos se aceitável. Talvez os jovens machos ao atingir a maturidade sexual saíssem do bando e vivessem sozinhos como os Elefantes fazem hoje. Por isto, morriam isolados e a chance de serem devorados é maior e por isso não há tantos fósseis.
Assim mesmo continuo em dúvida sobre esta teoria. Parece que o tal Scannella está é querendo chamar a atenção, quer fama e prestígio acadêmico rápido. Se encontrarem um filhote de Torossauro com as mesmas características do adulto, se é que já não encontraram, a teoria deles cai por terra!
Fica aí minha opinião, pois sou totalmente contrário á ideia de que Torossauros sejam Triceratops machos velhos.

Fonte

2 comentários :

Matheus disse...

ótima postagem, na minha opinião eles são espécies diferentes sim,mas,eles são cientistas e devemos esperar mais estudos,né.

Henrique disse...

Muito legal esse texto, sempre achei os dois parecidos...
Acho tb q pode ser talvez, só talvez, foi uma ideia q me veio agora, q seja o escudo crescendo, primeiro alongando para cima e depois para os lados, mas nem eu confio muito nessa ideia...