Às vezes o conteúdo que você procura não está na primeira página. Seja um paleontólogo no Ikessauro e procure aqui o conteúdo que deseja!



domingo, 21 de agosto de 2011

Siamosaurus




Dentes do Siamossauro
© Retirada do site Spinosauridae.fr.gd


Quando se trata de animais mal preservados, muitas vezes a datação é incerta, como no caso desse dinossauro e por isso não há uma definição exata de que idade vem o fóssil. No artigo original do Siamosaurus, os pesquisadores o determinaram como sendo do final do Jurássico, porém atualmente se crê que pertenceu ao Cretáceo Inferior na verdade. 

Estou continuando a série de postagens sobre espinossaurídeos e como já devem ter percebido vamos tratar hoje do Siamossauro. Este é dos bizarros espinossaurídeos, Terópodes com focinho alongado e provável vida aquática, descobertos. O problema é que, assim como o Cristatussauro, ele é conhecido a partir de material muito fragmentário e por isso sua aparência e verdadeira natureza é incerta.
Seus restos fósseis não passam de dentes e algumas vértebras desgastadas encontradas na Tailândia, Formação Sao Khua, localizada no distrito de Phu Wiang que por sua vez é parte da Província Khon Kaen.
© Buffetaut & Ingavat (1986)

Foi descrito por Buffetaut e Ingavat em 1986 e recebeu o nome Siamosaurus que vem das palavras Siam = Siamês ou seja, que é originário do Reino de Sião. Antes do país se chamar Tailândia no local havia outro povo e o nome oficial era Reino de Sião e as pessoas do local eram denominadas siamêses, o que mudou com a colonização de povos expulsos da China que se assentaram no local construindo uma nova civilização budista, o que por fim levou à alteração do nome local. Juntando Siam, com a terminação latina Sauros = réptil, temos o nome Réptil Siamês ou Réptil de Sião. Alguns preferem usar uma tradução adaptada ao nome oficial atual, chamando-o de Réptil Tailandês. O nome da espécie, suteethorni, é uma homenagem a um paleontólogo tailandês chamado Varavudh Suteethorn.
Como apenas alguns ossos são conhecidos, a maioria dos pesquisadores apenas supõem como o animal parecia, mas nada pode ser afirmado com muita certeza. Há estimativas de tamanho do animal para 9 metros, mas sem mais restos não há como determinar com mais precisão.
Seus dentes cônicos sugerem a já tradicional dieta de espinossaurídeos, que é composta de peixes principalmente. Se levarmos em consideração os fósseis e assumirmos que de fato o dinossauro era um espinossaurídeo, poderíamos imaginar que ele vivia em regiões próximas à água, onde poderia pescar. Não há como dizer se possuía vela nas costas ou grande garra nos dedos da mão, como outros espinossaurídeos, por isso as repreentações do animal em forma de ilustrações variam, de acordo com o conceito formado pelo ilustrador.
A classificação do animal seria a seguinte: Animalia > Chordata > Sauropsida > Dinosauria > Saurischia > Theropoda > Spinosauridae > Siamosaurus
Ilustração da possível aparência do dinossauro sem vela
© Funk Monk Concepção artística do Siamosaurus
© karkemish00
Abaixo você confere o animal em um habitat plausível, aparentemente pescando. O artista, cujo nome não sei, retratou o dinossauro com uma grande vela nas costas similar à do Espinossauro. Como disse não sei se era de fato uma característica deste dino e também não posso garantir que o artista quis retratar especificamente o Siamossauro nessa pintura, pois encontrei-a em um site sem legenda alguma, nem referência ao nome da espécie ou autor da obra. Assumi que fosse um retrato do Siamossauro porque estava entre diversas imagens do mesmo dino, que apresentei aqui. Se você conhece o nome do autor faça um grande favor e me informe via email ou comentário e adicionarei aqui. Também pode avisar-se se essa imagem não é do Siamossauro e sim de outro espinossaurídeo.
Siamosaurus? © Desconhecido

Em vista do que se conhece sobre o animal não me surpreende que este seja praticamente desconhecido na mídia em geral. Espero que no futuro encontrem mais restos desse dinossauro pra que saibamos mais sobre como ele era. Não consegui encontrar muito material sobre ele online e nem nos meus livros, portanto se alguém conhece algum site com dados sobre esse dino, posta aí nos comentários para ajudar. Não esqueçam de divulgar o Ikessauro como puderem!

Fontes

0 comentários :