Às vezes o conteúdo que você procura não está na primeira página. Seja um paleontólogo no Ikessauro e procure aqui o conteúdo que deseja!



quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Resenha: The Grave Secrets of the Dinosaurs: Soft Tissues, Hard Science


Você já viu o documentário da National Geographic intitulado "Autópsia de um Dinossauro"? Pois se não conhece, deveria conferir aqui mesmo no Ikessauro para saber como é o assunto em geral. Para não deixar você leitor na mão, vou dar um resumo. O documentário foca na descoberta de uma múmia de dinossauro nos Estados Unidos. Tudo o que foi feito pela equipe de pesquisadores desde a escavação, até análises laboratoriais, foi acompanhado pela equipe da National Geographic. Um achado incrível, cheio de novos detalhes e com muito, mas muito tecido mole preservado. Quando eu digo muito, claro, me expresso em termos "dinossáuricos", pois sabemos que fósseis não preservam quase nada de tecido mole, e uma quantia como a achada no fóssil da Dakota (apelido do dino, originário do estado onde foi achado) é impressionante. Se você ficou curioso e quis saber mais detalhes do achado, provavelmente deveria ver o documentário. Mas para aquele que é ainda mais curioso e dedicado, trago hoje a resenha do livro "The Grave Secrets of the Dinosaurs: Soft Tissues, Hard Science", que talvez te inspire a ler um pouco mais. O livro foi escrito por Phillip Manning, o paleontólogo que foi um dos líderes da escavação e acompanhou todo o processo desde o começo. No livro ele fala tudo e um pouco mais sobre o fóssil, a descoberta e muitos outros assuntos interessantes. Vamos então à resenha?


Antes de mais nada, devo dizer que o livro não foi publicado no Brasil, pelo menos não que eu saiba. Portanto sua melhor chance de comprá-lo é procurar em sites estrangeiros, como o Amazon ou Ebay, ou sites de livros especificamente. O meu comprei num site brasileiro por um valor bem razoável, deixo o link do site no fim do artigo, quem sabe ainda há mais à venda lá.
O livro em questão de qualidade gráfica eu daria uma nota 6 em uma escala de 1 a 10. Olhando a capa é bem feita, tem uma sobrecapa ou guarda-pó personalizado, com o desenho do dinossauro e o título, atrás um pequeno resuminho do conteúdo. A obra tem capa dura de qualidade. Porém, a parte gráfica que impressiona acaba aqui. O resto do livro só tem fotos em preto e branco, o papel não é lá grandes coisas também. No geral a diagramação do texto é boa, na minha opinião de leigo é claro, pois como crítico literário eu sou um ótimo cantor!
Enfim, a obra delineia muitos aspectos do processo de fossilização, abordando fósseis famosos, achados importantes de várias partes do mundo, datados de diversos períodos geológicos. Há algumas definições do que é uma múmia e como se forma, a diferença entre as múmias criadas pelo embalsamamento e múmias naturais, etc.
No começo da obra o autor dá um apanhado geral do que é preciso saber, pelo menos superficialmente, para entender melhor o que é a múmia de dinossauro. Até mesmo cita todas as múmias de dinos encontradas antes. Depois ele faz uma breve narração de seu passado profissional, como ele chegou a se tornar paleontólogo, sua vida desde seu primeiro trabalho no museu da Ilha de Wight até o momento em que escreveu a obra. Enfim volta suas atenções para como aconteceu a descoberta do fóssil apelidado de Dakota, no estado de Dakota do Norte, nos Estados Unidos.
Também explica como chegou a saber do fóssil, uma vez que é inglês e reside na terra da rainha, do outro lado do Atlântico, assim como qual foi seu primeiro encontro com o fóssil, ainda no sítio, como foi a preparação das escavações, o processo de extração do sítio até o transporte para o laboratório.
Mostra como foram feitos os estudos da geologia local, para estudar em detalhes não apenas o fóssil em si, mas todo o contexto geológico em que se situa.
Phill nos conta como estudaram o fóssil, como foi feita a preparação do mesmo e até como decidiram usar um scanner gigante para analisar o interior do bloco de rocha sem precisar quebrar tudo. Enfim, a obra dá uma boa ideia de como é o trabalho de um paleontólogo, os desafios que ele enfrenta em questão de logística, clima, local de trabalho inóspito e como é complexo o estudo de um único fóssil.
Este livro foi um dos que mais gostei de ler, apesar de ser escrito em inglês achei que tem uma linguagem simples e de fácil compreensão.
O livro paguei um valor bem baixo, apenas R$37,00 no site Anolis Books. Agora subiu um pouco o valor, mas nada de mais. O livro não era novo, mas estava muitíssimo bem conservado, sendo um exemplar ex-biblioteca. Recomendo bastante para quem quer saber mais sobre este fóssil e está disposto a gastar um pouquinho. Claro, vai precisar saber um pouco de inglês, de preferência de nível intermediário. Também é uma excelente oportunidade de aprender mais vocabulário deste idioma estrangeiro. Eu mesmo, estudando inglês diariamente, pois sou professor de línguas, aprendi várias coisas novas com esse livro.
Por hoje é só, espero que tenha gostado da resenha, tentei fazer algo breve, porém completo, sem deixar de lado nenhum aspecto. Torço para que essa resenha tenha lhe servido de inspiração a ler mais, mesmo que não este livro em questão. Ninguém é perfeito, como você já sabe, por isso precisamos estar nos educando e atualizando a cada dia, expandindo nossos conhecimentos, porque conhecimento nunca sobra e também não ocupa espaço, como diziam minhas professoras. Se tiver algum comentário, crítica ou sugestão, escreva aqui nos comentários. Se gostou, curte a página do Ikessauro no Facebook e compartilha este post, quem sabe outros de seus amigos também se interessam. Abraço e até a próxima!

0 comentários :