Às vezes o conteúdo que você procura não está na primeira página. Seja um paleontólogo no Ikessauro e procure aqui o conteúdo que deseja!



quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Monstros Pré-Históricos Revelados (Prehistoric Monsters revealed)

© The History Channel

Em Monstros Pré-históricos Revelados, produzido pelo The History Channel com duração aproximada de 1 hora e 30 minutos, acompanhamos cientistas estudando os animais mais incríveis de todos os tempos, dentre estes terríveis peixes gigantes como o Dunkleosteus, grandes répteis marinhos como os Mosassauros e os temíveis dinossauros. Além destes aprendemos sobre insetos gigantes como a Arthropleura e o Meganeura, sobre os estranhos Pterossauros e aves gigantes predadoras, e sobre dinossauros bizarros entre tantas outras curiosidades dos mais incríveis "Monstros Pré-Históricos".

O documentário inicia com um breve explicação sobre o peixe gigante, de 9 metros de comprimento, chamado Dunkleosteus, que viveu no período Devoniano e que era o predador supremo dos mares daquela época. Ele era um peixe da linhagem dos Placodermos, peixes com a pele recoberta de placas ósseas, praticamente um "Anquilossauro" dos peixes.
Dunkleosteus
© The History Channel
Com base em apenas metade de seu corpo, a parte recoberta com as placas ósseas, os cientistas tentam deduzir como era o resto do animal, pois a parte traseira do corpo era frágil e desprotegida e assim era facilmente decomposta quando o peixe morria.
Ataque do Dunkleosteus
© The History Channel
Sobre o Dunkleosteus, o documentário explica como funcionava sua alimentação, como ele atacava as presas e tudo mais.
Peixe placodermo pequeno
© The History ChannelRaptor e Giganotossauro
© The History Channel

Logo depois passamos a ver outro assunto, explicado também pelos paleontólogos convidados para participar do documentário, que nos contam como um fóssil de crânio do réptil marinho Tylosaurus pode nos contar muito da sua vida e como um paleontólogo se parece com um detetive forense (aqueles iguais ao do CSI) quando estuda um animal extinto através de fóssil.
Muitas vezes fósseis apresentam marcas que denunciam a ocorrência de uma luta ou um "assassinato" entre aquele animal e outro qualquer e isso é interessante porque permite traçar um esboço do comportamento do animal.
Tilossauro comendo
© The History Channel
Tilossauro
© The History Channel

Com base em um crânio de Tilossauro esmagado e com marcas de dentes, provavelmente feitas durante uma luta, o cientista tenta imaginar como ocorreu a batalha e é isso que acompanhamos durante este trecho do documentário, vendo os dados exibidos pelo paleontólogo e a animação em computação gráfica de como deve ter sido a batalha entre os mestres dos oceanos do Cretáceo.
Therizinosaurus
© The History Channel

Logo depois disto partimos para os seres do período Carbonífero, seres que hoje existem, mas em tamanho muito diminuto. São estes os insetos e artrópodes, cujos antepassados do Carbonífero chegavam a medir mais de 1 metro, como a centopéia gigante chamada Arthropleura e a enorme libélula de 1 metro conhecida como Meganeura!
Therizinosaurus
© The History Channel
Aprendemos como e porque estes animais chegavam a este tamanho estupendo naquela época, que devido à abundância de oxigênio era favorável ao crescimento dos insetos que tinham comida de sobra e poucos ou nenhum predador.
O próximo "pedaço" do documentário é focado em dinossauros estranhos, como o debate sobre a evolução dos terópodes plumados, principalmente raptores e sobre como o enorme Giganotossauro viveu e porque cresceu tanto, assim como porque o Therizinossauro, o enorme terópode herbívoro, tinha garras tão grandes se não caçava. Pterossauros entram neste ponto do filme, com sua aparência, características físicas e capacidades de voar sendo debatidas com base em dados científicos e comparações com aves.
Quetzalcoatlus
© The History Channel

Com a ajuda de informações fornecidas pelos paleontólogos em seus depoimentos, opinião de um paleoartista e todas as evidências fósseis, aprendemos como viveram estes animais, porque uns tinham penas, porque outros tinham garras etc.
Giganotossauro
© The History Channel
Esqueleto do Giganotossauro
© The History Channel

Por fim uma breve abordagem de animais mais recentes, as "Aves do Terror" e o Doedicurus, o mamífero que parece um tatu gigante.
Ave do Terror
© The History Channel

Ambos viveram até cerca de 11 mil anos atrás e foram extintos juntos com o Smilodon, o Mamute entre outros membros da mega-fauna mamífera. Os cientistas debatem porque as aves do terror tinham cabeças tão grandes e cavidades num bico oco entre outros aspectos intrigantes, assim como a finalidade da forte carapaça do Doedicurus e a utilidade da clava óssea repleta de espetos na sua cauda.
Doedicurus
© The History Channel

Além de falar dos animais citados, durante as explicações aprendemos sobre diversos aspectos da pré-história, como a mudança e separação dos continentes e o clima da época, entre outros assuntos. É realmente um documentário interessante e deve ser visto por qualquer amante da paleontologia.

Fonte
  • Monstros Pré-históricos revelados em DVD

0 comentários :