Às vezes o conteúdo que você procura não está na primeira página. Seja um paleontólogo no Ikessauro e procure aqui o conteúdo que deseja!



sábado, 28 de julho de 2018

Todos os dinossauros de Jurassic Park até Jurassic World Reino Ameaçado

Dinossauros em poster de Jurassic World Reino Ameaçado
© Universal Studios

Com o recente lançamento da segunda parte da franquia Jurassic World, os dinossauros estão de volta nos holofotes da mídia em geral. Para muita gente, sejam crianças ou adultos, boa parte dos dinossauros de Jurassic World Reino Ameaçado (2018) já são velhos conhecidos e são praticamente veteranos da franquia Jurassic Park como um todo. Mas vários novos dinossauros foram apresentados nesse filme, que nem todo mundo conhece, pois esta sequência do Mundo Jurássico foi o filme que mais teve espécies de dinossauros em geral de todos os cinco filmes do universo Jurassic. Resolvi escrever esta compilação aqui para listar todos os dinossauros e criaturas que apareceram no universo cinematográfico da franquia desde o primeiro filme até este de 2018. Este texto contém alguns spoilers do filme novo (dependendo de quando você estiver lendo). Estando avisado e de acordo, bora conferir esta postagem para conhecer mais a fundo quem são estes novos dinossauros e rever os antigos que são verdadeiros astros de cinema! Clica aí embaixo no botãozinho "Leia Mais" e divirta-se.
Antes de prosseguir devo deixar aqui um breve aviso. Este post abordará somente os dinossauros e animais pré-históricos que apareceram nos filmes. Eu sei que existem muitos animais que foram usados nos livros da franquia ou citados em fontes como vídeo-games, sites oficiais ou apareceram em linhas de brinquedo. Por enquanto vou listar aqui os dinos que aparecem de fato no cinema e quem sabe faço um sobre os animais do livro mais pra frente ou complemento esta postagem com mais informações dessas outras fontes.

Tiranossauro rex

O primeiro dinossauro do qual falaremos aqui é claro a eterna rainha da Ilha Nublar, o exemplar fêmea de Tyrannosaurus rex que tanto amamos e chamamos carinhosamente de Rexy! Este é o mesmo T.rex do primeiro Jurassic Park e do Jurassic World, e devemos chamá-lo na prática de "a Tiranossauro", afinal é uma fêmea.
Arte Conceitual do Tyrannosaurus fêmea de Jurassic Park
© Universal Studios

Arte Conceitual do Tyrannosaurus macho de Jurassic Park
© Universal Studios

Arte Conceitual do Tyrannosaurus filhote de O Mundo perdido
© Universal Studios

No primeiro filme a T.rex escapa durante a tempestade aproveitando que Nedry desligara as cercas. A primeira vez que vemos a rainha da Nublar em cena foi tão marcante que muita gente ficou mesmo com medo do realismo do dino em cena. Ela ataca o Ford Explorer com as crianças e devora o advogado Dr. Genaro, ferindo Ian Malcolm no processo.
Rexy aparece completamente pela primeira vez em Jurassic Park
© Universal Studios

Rexy ainda participa da memorável cena de perseguição ao jipe e aparece caçando Gallimimus, além de no final de Jurassic Park salvar os humanos dos Velociraptores indiretamente.
Rexy e rugido de vitória no final de Jurassic Park
© Universal Studios

Em O Mundo Perdido dois Tiranossauros adultos, Buck e Doe, apareceram e detonam o trailer em busca de Junior, o filhote de T.rex. Buck é o macho que acaba sendo levado ao continente e destrói parte de San Diego antes de ser devolvido à ilha. Vemos nesse filme que os machos são verdes e listrados, mais escuros que as fêmeas, que são amarronzadas.
família de Tiranossauros e os Raptores de O Mundo Perdido
© Universal Studios

Em Jurassic Park 3 tivemos a polêmica aparição de um macho de T.rex que acaba lutando contra o Espinossauro, sendo morto no processo para tristeza dos fãs do dino. Há rumores de que o T.rex de JP3 poderia ser Junior já adulto, mas até o momento não há comprovações. Muita gente debate que o T.rex de JP3 era um jovem ainda não totalmente crescido e por isso foi morto pelo Espinossauro. Porém, o roteiro original do filme descrevia ele como um "full grown bull Tyrannosaurus", ou seja, um "Tyrannosaurus macho totalmente crescido". Seria mais plausível simplesmente dizer que o Espinossauro é que era muito avantajado do que o T.rex muito pequeno, se essa informação for verdadeira.
Tiranossauro de Jurassic Park 3
© Universal Studios

Muita gente viu o primeiro Jurassic World e agora a continuação e mesmo assim não percebeu que de fato a Tiranossauro é o exato mesmo animal. Sabemos disso pelo fato de que ela possui as cicatrizes, causadas pelos Velociraptores no final do primeiro JP. Rexy em JW ajuda a combater a Indominus rex, uma aparição breve, mas significativa. Em Jurassic World 2 sabemos que é a mesma dinossaura pelas referência que as pessoas fazem a ela e pelas cicatrizes ainda maiores obtidas na luta contra a Indominus rex em Jurassic World.
Rexy em JW: velhas cicatrizes e ferimentos causados pela I.rex ainda frescos
© Universal Studios

Em Jurassic World Fallen Kingdom seu papel parece ter sido menos relevante, aparece derrubando o Carnotauro e depois serve de doadora de sangue para a Blue. Após isso só aparece no final para dar fim o vilão humano no filme, novamente dividindo a cena com um Carotauro. Ao todo tivemos cinco tiranossauros nos filmes, se contarmos Junior como um indivíduo diferente do que morre em JP3. Como sabemos, o Tiranossauro rex é um dos maiores dinossauros carnívoros de todos os tempos, possivelmente sendo o mais forte no sentido de força e robustez. Os maiores fósseis completos indicam um comprimento de 13 metros, mas fósseis fragmentários sugerem que podiam crescer até mais. Um Tiranossauro provavelmente chegava a viver cerca de 30 anos na natureza, então no Jurassic Park/World poderia viver ainda mais. Isso explica porque Rexy ainda está viva até hoje. Se deseja saber mais sobre esta espécie de dinossauro clique aqui.
Foto de publicidade da Rexy
© Universal Studios

Velociraptor

Claro que não poderíamos deixar de falar do famosíssimo Velociraptor nesta postagem. Em Jurassic Park tivemos três exemplares, dos quais "The Big One" era a líder do bando. Nos materiais de produção do filme há dois apelidos para os raptores, Randy e Kim, possivelmente seriam as subalternas do bando. Embora The Big One seja descrita no filme como a alfa do bando, ela não tinha traços diferentes de fato, como tamanho maior ou cor diferente. Todos os raptores de Jurassic Park eram marrom amarelados e fêmeas. 
Randy e Kim na cena da Cozinha de Jurassic Park
© Universal Studios

Quando a sequência "O Mundo Perdido" saiu, novos raptores foram produzidos para o filme com cores diferentes dos originais. Segundo os produtores, os raptores da Ilha Sorna vistos no segundo filme eram iguais aos produzidos para o Jurassic Park, ou seja, a "variação 1" no canon da franquia.
Arte Conceitual do Velociraptor Fêmea de JP  e  TLW
© Universal Studios

Arte Conceitual do Velociraptor Macho de O Mundo perdido
© Universal Studios

A diferença em cores se dava por dimorfismo sexual, sendo as fêmeas similares ao que já tínhamos visto em JP e os machos mais coloridos, um padrão laranja tigrado. Pessoalmente estes raptores machos de The Lost World são meus favoritos de toda a franquia, especialmente em questão de cor.
Raptor de O Mundo Perdido
© Universal Studios

Quando Jurassic Park 3 foi lançado em 2001, os fãs foram surpreendidos com um design completamente novo dos Velociraptores. Não apenas a coloração, mas também o formato geral do corpo, crânio mais fino, presença de pequenas cerdas na nuca. Sem explicação alguma, a produção mudou os raptores e as cerdas foram uma tentativa (falha no meu ver) de referenciar a presença de penas em dinossauros, que por volta de 2001 já era fato bem estabelecido, sem de fato usar penas. Dois padrões principais de cores foram vistos nestes raptores, um padrão com cores clara, quase creme, levemente esverdeado com manchas pretas para fêmeas e um padrão escuro, marrom rajado de branco/cinza com tons azuis e vermelhos para os machos. Os machos tinham olhos geralmente bem laranjados ou profundamente vermelhos. Diferente dos raptores mais sorrateiros vistos antes, estes de JP3 eram mais astutos e comunicativos. Posteriormente um dos técnicos de efeitos do filme comentou que eles seriam diferentes pois teriam "evoluído", o que claramente não faz sentido, evolução não ocorre em apenas alguns anos a ponto de alterar animais grandes assim dessa forma. A explicação mais plausível, pelo menos eu acho, seria de que este bando de raptores é feito com DNA diferente do dos filmes anteriores, uma nova variação de DNA, uma mescla diferente, talvez com mais DNA de ave? Talvez nunca saberemos.
Casal de Raptores de Jurassic Park 3
© Universal Studios

Para Jurassic World foi criado um novo grupo chamado Raptor Squad (Esquadrão Raptor) composto de 4 Velociraptores fêmeas, apelidadas de Blue, Delta, Echo e Charlie. Estes animais eram treinados por Owen como parte do Projeto IBRIS (Integrated Behavioral Raptor Intelligence Study). Cada uma das fêmeas continha DNA levemente diferente uma das outras, daí a diferença em aparência tanto entre elas, quanto entre elas e os raptores dos filmes prévios.
Owen acalmando o Raptor Squad em Jurassic World
© Universal Studios

Blue teria sido criada com uso de DNA de Lagarto Monitor de Garganta Negra, o que teria lhe fornecido suas cores e escamas meio iridescentes. Blue era a mais velha e maior. Após ela ter nascido, nasceu Delta, cujo DNA contém mais genes de aves, alterando sua aparência e comportamento, para um estilo mais aviano, embora não tivesse penas. 
Blue e Delta em Jurassic World
© Universal Studios

Echo foi a terceira fêmea de raptor a ser criada pelo projeto IBRIS e também teve parte de seu código genético misturado com genes de aves. Em algum momento durante a juventude, Echo desafiou Blue pela liderança do bando e perdeu, ficando com uma bela cicatriz no rosto e um defeito na boca, cuja mandíbula é meio torta. 
Foto promocional de Echo, com sua cicatriz
© Universal Studios

Por último, foi criada Charlie, uma Velociraptor com uso de DNA de Iguana Verde, o que explica sua coloração bem mais esverdeada que qualquer outro raptor do grupo. 
Foto promocional de Charlie
© Universal Studios

Elas acabaram sendo usadas para caçar a Indominus rex na selva da Ilha Nublar, porém no final das contas o plano saiu de controle quando os raptores se voltaram contra os humanos, aceitando Indominus como sua nova alfa, pois ela tem DNA de raptor. Dos quatro animais, somente Blue sobreviveu após o Incidente de 2015 e é de fato a única exemplar de sua espécie a aparecer no filme Jurassic World Reino Ameaçado, sendo uma peça central na história.
Foto publicitária da Blue
© Universal Studios

Blue é mostrada como mais do que somente um dinossauro, mas um personagem complexo que é inteligente a ponto de cooperar com seu antigo treinador. No final do filme Blue acaba solta no mundo e não sabemos ainda o que acontecerá com ela no próximo filme. Na prática os dinossauros chamados de Velociraptor nos filmes de Jurassic Park são na realidade da espécie Deinonychus antirrhopus. Quando Michael Crichton escreveu Jurassic Park, ele usou como fonte um livro chamado "Predatory Dinosaurs of the World" do paleontólogo Gregory S. Paul. Quem conhece esse paleontólogo sabe de sua mania de querer agrupar gêneros diferentes de dinossauros em um único. Neste livro ele quis agrupar vários tipos de dinossauros "raptores", incluindo Dromaeosaurus e Deinonychus no mesmo gênero, Velociraptor (ver página abaixo). Isso foi um dos motivos que levou Crichton a se sentir no direito de usar o nome Velociraptor mongoliensis, para o dino de seu livro, embora a descrição do animal fosse mais baseada no Deinonychus.
Página de Predatory Dinosaurs of the World
© Gregory S. Paul

Segundo relatos, Crichton optou por Velociraptor porque o nome era mais interessante. Alguns fãs da série tentam argumentar que o raptor dos filmes seria na verdade um Utahraptor, mas na prática não era. O Utahraptor foi descoberto após os raptores dos filmes terem sido feitos e o tamanho foi apenas uma coincidência, uma vez que na época o maior raptor conhecido era o Deinonychus e por isso Spielberg deu uma exagerada no tamanho deles no filme pra assustar mais. Tanto é que após ouvir sobre a descoberta do Utahraptor, Stan Winston (dono da Stan Winston Studios) brincou dizendo "nós o fabricamos primeiro, depois eles o descobriram", se referindo ao raptor bombado do filme.
Blue e Owen em Jurassic World Reino Ameaçado
© Universal Studios

Estegossauro

Em Jurassic Park não tivemos o prazer de ver este dino, que originalmente aparecia no livro no lugar do Triceratops doente. Só seu nome aparece no laboratório em frascos de embriões, escrito incorretamente como "Stegasaurus".
O dino está com o nome escrito errado na câmara de embriões
© Universal Studios

A primeira vez que este dinossauro aparece nos filmes foi em O Mundo Perdido (1997), onde Sarah Harding está fotografando um bando na floresta da Ilha Sorna. Ela tenta aproximar-se de um filhote para tirar fotos e acaba tocando nele. Quando sua câmera faz ruídos inesperados, o bebê assusta-se e alerta os adultos que procedem para atacar o que sentem ser uma ameaça para sua cria, quase matando Sarah. No filme de 97 os estegossauros eram predominantemente verdes com detalhes marrons, especialmente as placas e tinham um aspecto bem moderno com a cauda bem longe do solo, como esperado. Segundo a atriz Juliane Moore, o bebê Stegosaurus foi apelidado de Claire pela equipe de filmagem, o que sugere que era uma fêmea.
Bebê Stegosaurus de O Mundo Perdido
© Universal Studios

Stegosaurus de O Mundo Perdido
© Universal Studios

No terceiro filme, JP3, o Estegossauro é visto diversas vezes à distância, especialmente na cena onde o barco desce o rio. Podemos ver um bando de herbívoros misto, que inclui Stegosaurus adultos e juvenis.
Stegosaurus de Jurassic Park 3 junto com os Braquiossauros
© Universal Studios

Em 2015 o "Estego" voltou às telonas em Mundo Jurássico, aparecendo tranquilo no vale das girosferas junto com os Triceratops e Parassaurolofos. A aparência estava muito diferente do visto nos filmes anteriores.
Stegosaurus tranquilo como visto no primeiro Jurassic World 
© Universal Studios

Neste filme mais recente da franquia, vemos o clássico Estegossauro em diversos momentos, fugindo da erupção vulcânica e até mesmo capturado pelos mercenários do filme para que possa ser evacuado da ilha. Embora apareça com bastante clareza no filme, o Stegosaurus não representa um papel muito importante em Jurassic World Reino Ameaçado. O maior destaque é o momento em que um Estegossauro preso (parece um animatrônico) tem seu dente arrancado à força por Wheatley, o mercenário comandando a extração dos dinos, a fim de guardar o dente como troféu.
O design novo desse dino é o mesmo do visto em Jurassic World, com o corpo em geral verde, mas com placas mais coloridas que a versão de 97, tendo faixas amareladas na parte externa das placas. Infelizmente a equipe de produção errou ao fazer a cauda do dino muito mais abaixada e a coluna curvada para baixo no traseiro do animal, erro que havia sido evitado na primeira variedade de Estegossauro. A explicação pra isso é que em vez de usar o dino do filme como base para fazer a nova versão, usaram os antigos concept arts do Estegossauro.
Arte Conceitual do Stegosaurus de O Mundo Perdido
© Universal Studios


Arte Conceitual do Stegosaurus de O Mundo Perdido
© Universal Studios
Arte Conceitual do Stegosaurus Bebê de O Mundo Perdido
© Universal Studios

Este dinossauro é bem conhecido por suas características placas ósseas presentes em posição vertical em seu dorso, além da sua cauda equipada com quatro longos espigões ósseos. Embora seja um herbívoro, é um dinossauro potencialmente letal em uma batalha. Ao contrário dos dois dinossauros mencionados anteriormente, nenhum estegossauro recebeu apelido nos filmes recentes da franquia (até onde sabemos), justamente por não preencher um papel muito relevante para o roteiro. Para saber mais sobre este dinossauro, clique aqui
Foto publicitária do Stegosaurus de Jurassic World Reino Ameaçado
© Universal Studios

Paquicefalossauro

Quando eu vi pela primeira vez O Mundo Perdido: Jurassic Park (1997) ainda em VHS legendado durante a infância, praticamente nada eu entendi da história, não entendia inglês nem conseguia acompanhar as legendas. Mas lembro bem que um dinossauro me chamou a atenção e ficou marcado na minha memória.
Arte Conceitual do Paquicefalossauro de The Lost World
© Universal Studios

O Pachycephalosaurus apareceu pela primeira vez na franquia neste filme, sendo capturado na trilha de caça e depois de solto pelos coletores no acampamento aparece correndo e destruindo as coisas. Sem dúvida foi uma bela novidade e contribui para uma das melhores cenas de todas da franquia, quando os caçadores o perseguem. Roland Tembo, o líder dos caçadores acha difícil pronunciar o nome dos dinossauros e também identificar os dinos para os mercenários, então ele apelida o "Pachy" de "Frei Tuck" em referência ao crânio que lembra o corte de cabelo dos frades franciscanos e ao personagem Frei Tuck das histórias de Robin Hood.
Arte Conceitual do Paquicefalossauro de The Lost World
© Universal Studios

Em Jurassic Park 3 não tivemos a presença desse dino em cena, e em Jurassic World só tivemos um breve vislumbre do "Pachy" no começo do filme, quando ele aparece sedado em um monitor que mostra imagens da câmera de segurança. O animal teria saído de sua zona e os veterinários do parque o sedaram para movê-lo aparentemente. Infelizmente a imagem é breve e pouco podemos ver de detalhes da aparência dele, o que percebe-se é que definitivamente está com um aspecto mais moderno e é, ao menos ligeiramente, maior que a versão de The Lost World. Parece mais manchado e com cores mais acinzentadas, mas é difícil dizer com certeza por causa dos filtros azuis do filme.
Cena do Paquicefalossauro de Jurassic World
© Universal Studios

No site de Jurassic World havia uma imagem do animal desenhada pelo paleoartista Julius Csotoniy, bem atualizado cientificamente. É difícil dizer se o animal visto em cena no filme tinha a mesma aparência, mas pelo pouco que consegue-se notar, suas cores eram diferentes do desenho e do Pachycephalosaurus de O Mundo Perdido 
Arte do Paquicefalossauro do site Jurassic World feita por Julius Csotoniy
© Universal Studios

O Paquicefalossauro foi um dinossauro herbívoro do grupo dos paquicefalossaurídeos ou "dinossauros de cabeça grossa", uma clara referência ao crânio reforçado por uma camada de osso espessa. Viveu na América do Norte e é até agora o maior dinossauro dessa família já descoberto. Caso você queira aprender mais sobre o Paquicefalossauro, visite nossa postagem sobre ele.
Arte Conceitual do Paquicefalossauro de The Lost World
© Universal Studios

Dilofossauro

O Dilophosaurus é o meu dinossauro favorito e vivo repetindo isso. Mas não é por causa do Jurassic Park, pelo menos não diretamente. Eu adoro este dino por causa da figurinha do álbum do chocolate Surpresa da Nestlé. No filme o Dilofossauro foi retratado bem diferente do que era na realidade. 
Arte Conceitual do Dilophosaurus de Jurassic Park 
© Universal Studios

Arte Conceitual do Dilophosaurus de Jurassic Park 
© Universal Studios

Arte Conceitual do Dilophosaurus de Jurassic Park 
© Universal Studios

Jurassic Park (1993) nos apresentou um dinossauro pequeno, menos de 3 metros de comprimento, com um focinho quadrado ao estilo do Tiranossauro rex, só que obviamente menor, adornado com uma crista dupla também meio quadrada. O crânio não é afinado e alongado e não tem um diástema (aquele recorte na parte de cima do focinho) como deveria.
Animatrônico do Dilophosaurus em Jurassic Park 
© Universal Studios

Animatrônico do Dilophosaurus em Jurassic Park 
© Universal Studios

Bizarramente o diástema acaba aparecendo quando do dinossauro ataca para Nedry no jipe com o seu veneno. Veja nessa imagem a parte dianteira do focinho sendo meio enrugada, como o lábio de um cachorro quando rosna, o que deve ser uma variação criada no animatrônico, pois o boneco do dinossauro tinha um único corpo, mas três cabeças intercambiáveis. O Dilofossauro foi um dos dinos de JP que não teve uso de computação gráfica, somente animatrônicos.
Animatrônico do Dilophosaurus agora mostrando o diástema
© Universal Studios

Para completar decidiram inventar para o filme (no livro isso não existe) um colarinho de pele para o Dilofossauro, ao estilo daqueles lagartos de colarinhos australianos. O problema com isso é que confunde o espectador quando à origem do veneno do dinossauro. O apelido do Dilofossauro em JP é "Spitter" que quer dizer "Cuspidor", pois ele cospe veneno, obviamente de sua boca. No filme o colarinho dá a impressão de que o veneno não sai da boca e sim da pele do pescoço. De qualquer modo, o colarinho do Dilofossauro de Spielberg caiu na cultura popular e até hoje tem pessoas que acreditam que este dinossauro era venenoso na vida real, quando na prática não há evidências disso.
Apesar desses detalhes, eu sempre curti o Dilofossauro do JP também, menos que o verdadeiro, mas ainda assim sempre gostei. E esperava que ele aparecesse novamente nos filmes, quem sabe um adulto do tamanho verdadeiro, com 6 metros. Porém não apareceu em O Mundo Perdido e Jurassic Park 3. 
Em Jurassic World (2015) o animal foi utilizado de modo indireto, quando no final do filme, o grupo de protagonistas foge da Velociraptor Delta pelo novo centro de visitantes. Um dos meninos ativa o painel e surge um holograma em tamanho real do Dilofossauro que assusta Delta por alguns segundos. Esse holograma tinha o mesmo tamanho de Delta, comprovando a hipótese de que o Dilofossauro do primeiro filme era apenas um filhote. Em Jurassic World: Reino Ameaçado, o Dilophosaurus iria aparecer na cena inicial do filme, mas acabou sendo tirado do roteiro em favor de colocar a Rexy atacando o técnico que trabalhava com a equipe que buscava o DNA da Indominus. Entretanto é possível ouvir o som de Dilofossauros na floresta e o rapaz usava uma capa de chuva amarela similar à de Dennis Nedry como referência. No final das contas só apareceu um modelo do Dilofossauro no museu da Mansão Lockwood. Caso você queira aprender mais sobre como era o Dilofossauro verdadeiro, clique aqui e veja nosso artigo sobre ele.
Holograma do Dilophosaurus em Jurassic World
© Universal Studios

Holograma do Dilophosaurus em Jurassic World assusta Delta
© Universal Studios

Barionix

O Barionix é um dos novos dinossauros do filme Jurassic World Reino Ameaçado, sendo um predador de grande porte que até agora nunca tinha aparecido na franquia Jurassic Park. A única menção anterior a esta espécie nos filmes foi em Jurassic Park 3, quando o Dr. Grant pergunta a Billy Brennan qual a identidade do dino que atacou o avião e Billy cita o Barionix, mas depois é corrigido por Grant que identifica o dino como o Espinossauro.
Havia um mapa da ilha no panfleto do Jurassic Park original que listava o Barionix, inclusive seu cercado na ilha, provando que ele havia sido criado pela Ingen para fazer parte do parque original, mas isso só era mesmo baseado em um ícone de espécie no mapa. Ao que parece o dinossauro ainda não tinha sido movido da Ilha Sorna para a Ilha Nublar como planejado na época do primeiro filme.
Ícone do Baryonix no canto inferior esquerdo do mapa, o último da lista
© Universal Studios

Em Jurassic World ele foi incluído na lista de espécies do parque novo, tendo até uma arte bem correta cientificamente publicada no site, porém não apareceu no filme, fazendo sua estreia somente em Reino Ameaçado.
Arte do Baryonyx feita por Julius Csotonyi para o site de  Jurassic World 
© Universal Studios

Aparece pela primeira vez atacando Claire e Franklin dentro do prédio, depois um helicóptero aparece carregando um Barionix para o navio (não fica claro, mas parece ser outro animal) e no fim do filme este dino foge da mansão Lockwood, estando agora solto no mundo. No filme ele é retratado com uma aparência um pouco diferente do que realmente deve ter tido, mas é próxima o suficiente para ser bem distinto de outros carnívoros da franquia.
Foto promocional do Barionix de Jurassic World Reino Ameaçado
© Universal Studios

O modelo em CG visto no filme parece ser altamente inspirado em crocodilos e jacarés, com uma pele grossa e focinho mais largo do que seria na vida real. As mãos do animal também não estão em posição perfeita, com as palmas bem viradas para dentro e infelizmente a enorme garra em forma de gancho do dedão do Barionix, não foi bem retratada no filme, o que é uma pena, pois seu nome literalmente significa "Garra Pesada" em referência ao tamanho desta garra. Saiba mais sobre o Baryonyx clicando aqui.
Baryonyx finalmente entrando em cena  Jurassic World Fallen Kingdom
© Universal Studios

Braquiossauro

O Braquiossauro talvez seja um dos dinossauros mais marcantes de toda a franquia Jurassic Park e Jurassic World justamente pelo fato de que foi o primeiríssimo dinossauro a ser visto no primeiro filme. 
Brachiosaurus: Arte Conceitual de Jurassic Park
© Universal Studios
Brachiosaurus: Arte Conceitual de Jurassic Park
© Universal Studios

Claro que nos trailers de Jurassic Park ainda em 1993, pequenos trechos até do T. rex foram mostrados, mas o Brachiosaurus foi sim o primeiro dinossauro a aparecer por completo no filme. Isso junto com seu tamanho espetacular junto com o caráter inovador dos efeitos especiais para a época causou um efeito impactante nos espectadores, pois aquele era a primeira vez que o mundo via um dinossauro tão real no cinema numa cena maravilhosa.
Brachiosaurus aparece em Jurassic Park
© Universal Studios

Não podemos esquecer da cena super legal com Dr. Grant, Lex e Tim, na árvore ao amanhecer. Vários Braquiossauros aparecem no horizonte, comentando as folhas das árvores e Dr. Grant consegue atrair uma dessas fêmeas para perto, que acaba espirrando diretamente na cara da Lex.
Brachiosaurus na cena da árvore em Jurassic Park
© Universal Studios

Na sequência "O Mundo Perdido" não tivemos a presença do Braquiossauro, que só reaparece em Jurassic Park 3 em alguns momentos. O trecho em que tem mais destaque é na cena em que o grupo desce o rio de barco e vários Brachiosaurus estão na margem, e acabam até se voltando ao rio nos dando um close. Essas variantes do Braquiossauro são verdes com cristas vermelhas, diferentes da versão do primeiro parque. 
Brachiosaurus aparece em Jurassic Park 3
© Universal Studios

Brachiosaurus de Jurassic Park 3
© Universal Studios

Em Jurassic World Reino Ameaçado o Braquiossauro retorna, reprisando um papel similar, sendo o primeiro dinossauro de grande porte a aparecer em frente aos personagens no parque todo destruído. Posteriormente um Braquiossauro acaba tendo uma cena super emocionante e impactante no filme, a qual não vou descrever em detalhes aqui, mas digo que foi sem dúvida a cena mais marcante do filme para mim. Boatos na internet dizem que o Braquiossauro nessa cena seria o mesmo indivíduo visto no começo de Jurassic Park, porém discordo completamente, pois a aparência do animal está muitíssimo diferente do antigo Braquio de JP. Se os produtores do filme fizeram essa afirmação de que é o mesmo animal, foi apenas uma jogada de marketing boba e mal planejada. O Braquiossauro é um dinossauro saurópode, herbívoro, conhecido por seu enorme pescoço vertical. Caso queira saber mais sobre o Brachiosaurus, clique aqui.
Foto promocional do Brachiosaurus de Jurassic World Reino Ameaçado
© Universal Studios

Brachiosaurus aparece em Jurassic World Reino Ameaçado
© Universal Studios

Espinossauro


Quando Jurassic Park 3 estava em produção, os produtores e roteiristas buscaram um novo antagonista dinossauro para o filme, que fosse mais assustador e perigoso que o T.rex, mas tinha de ser grande o suficiente para tomar seu lugar. Inicialmente propuseram o Barionix, que até foi usado nas primeiras versões do logo de JP3. Eventualmente chegaram à conclusão que não seria grande o bastante e Jack Honer sugeriu o Espinossauro como vilão.

Arte Conceitual do Spinosaurus de Jurassic Park 3

© Universal Studios



Decididos em usar o Espinossauro, a produção quis enfatizar sua substituição do T.rex como vilão e para isso fizeram o dinossauro com um tamanho gigante e até sugerem no filme e materiais promocionais que ele teria 18 metros. Para o filme foi construído tanto um animatrônico do T.rex , um macho, quanto um modelo do Espinossauro, ambos próximos da escala real. Não sabemos se no filme o Espinossauro era macho ou fêmea.
Cabeça do Spinosaurus animatrônico de Jurassic Park 3
© Universal Studios

 
Curiosamente essa imagem diz que ele tinha 11 metros
© Universal Studios

T.rex e Spinosaurus animatrônicos de Jurassic Park 3
© Universal Studios

Na história de JP3 o Espinossauro aparece com uma aparência bípede, focinho robusto para sua espécie e uma vela arredondada nas costas, postura bem ereta e braços longos, refletindo a aparência que se achava que ele tivesse na época do filme. Lembrando que Jurassic Park 3 é de 2001 e nessa época fósseis de Espinossauros mais completos não tinham sido achados. O comportamento do animal era de predador de topo, tanto que abateu o T. rex e perseguia todos pela ilha insanamente.
Espinossauro em cena de Jurassic Park 3
© Universal Studios

Espinossauro em cena de Jurassic Park 3
© Universal Studios

Hoje em dia sabemos, graças a fósseis mais completos, que o Espinossauro não era bem exatamente como mostrado no filme. Ele seria um pouco menos, menos massivo e seu focinho mais fino. Tinha uma vela em forma diferente e pernas mais curtas. Provavelmente não tinha este comportamento de assassino indomável e deveria ser um animal mais focado em pescar grandes peixes do qual se alimentava. Seria capaz de nadar, coisa que foi mostrado no filme. E teria hábitos de andar em quatro patas também, algo que em parte aparece em JP3, especialmente após a morte do T. rex. Caso queira saber mais sobre a verdadeira anatomia do Espinossauro de acordo com as pesquisas científicas mais recentes, veja nossa postagem sobre este dino.
Espinossauro já era meio quadrúpede em Jurassic Park 3
© Universal Studios

Em Jurassic World a única aparição desse dinossauro foi em forma de um esqueleto na rua principal do parque que foi usado no final como uma maneira de agradar os fãs do T.rex irritados com a sua derrota em JP3. Rexy, ao ser liberta de seu paddock por Claire, aparece na avenida e destrói o esqueleto.
Esqueleto do Espinossauro de Jurassic World
© Universal Studios

Existem rumores na internet de que o Espinossauro apareceria em Jurassic World Reino Ameaçado, mas tudo indica que os produtores optaram por substituí-lo pelo Carnotauro no filme, o que na minha opinião foi muito bom, pois ganhamos um dino novo na franquia. Quem sabe teremos um retorno dessa espécie em JW3.


Triceratops

O Triceratops foi outro dinossauro com destaque no primeiro Jurassic Park, aparecendo doente e deitado no meio de um campo. Foi um encontro especial para os personagens do filme, pois permitiu que eles tocassem e interagissem de perto com um dos animais mais impressionantes que já existiram.
Brachiosaurus: Arte Conceitual de Jurassic Park
© Universal Studios

Triceratops bebê: Arte Conceitual de Jurassic Park
© Universal Studios

E por consequência, o espectador foi presenteado com a mesma experiência, podendo observar um dinossauro em tamanho real animatrônico tão real que realmente parecia vivo. Este junto com o Dilofossauro, foi um dino que não teve uso de computação gráfica, somente efeitos práticos.
Triceratops doente no Jurassic Park
© Universal Studios

Originalmente um bebê Triceratops apareceria em Jurassic Park, mas não foi usado e seu animatrônico acabou aparecendo em O Mundo Perdido, como um dos dinos capturados pelos caçadores. Também um adulto foi capturado e posteriormente solto pelos mocinhos do filme. Acabou destruindo a tenda dos caçadores causando caos no acampamento. Foi usado um animatrônico parcial, só uma réplica da cabeça para a cena da tenda e posteriormente CGI para o bicho todo.
Triceratops em O Mundo Perdido
© Universal Studios

Cabeça do Triceratops de O Mundo Perdido
© Universal Studios

No filme de 2001, Jurassic Park 3, pudemos ter um breve vislumbre de um bando de Triceratops quando o avião chega na ilha e sobrevoa os vales. Pelo pouco que pode-se observar, estes espécimes parecem ter uma cor mais próximo do preto, além de alguns indivíduos terem listras brancas atravessando o dorso, possivelmente os machos.
Bando de Triceratops à direita em Jurassic Park 3
© Universal Studios

Em Jurassic World, vimos vários Triceratops no vale junto com Parassaurolofos e Estegossauros, além dos Apatossauros, onde os meninos passeavam com a girosfera. Eles galopam ao pressentir o perigo do dino híbrido que se aproxima. Além dessa cena há um momento em que um filhote é montado por um menino no "Petting Zoo". Para Jurassic World Reino Ameaçado o animal foi novamente resgatado e aparecem indivíduos adultos e filhotes, inclusive tendo alguns sido retirados da ilha durante o filme. Sem dúvida um dos dinos mais interessantes, o Triceratops tem como marca registrada seu enorme escudo ósseo e três chifres ameaçadores na cabeça. Para saber tudo sobre essa espécie de dinossauro, clique aqui.
Foto promocional do Triceratops de Jurassic World Reino Ameaçado
© Universal Studios

Coritossauro


Este dinossauro é uma espécie de hadrossaurídeo com crista em forma de elmo, herbívoro de grande porte similar ao Parassaurolofo. Ao que tudo indica o Coritossauro teria sido escolhido pela produção de O Mundo Perdido para fazer parte do filme como um dos dinossauros novos. Existem evidências para isso nos materiais de roteiro e produção do filme, bem como na fala de Roland Tembo ao ler o nome de "Elvis". Em ver de balbuciar algo como "Pa... Parassa" ou algo assim, referindo-se ao Parassaurolofo, ele fala "Ca... Carina" ou algo do tipo, lembrando mais o nome "Corinthosaurus", nome este incorreto que teria sido usado na produção do filme. 
Corythosaurus da ficha da Ingen
© ???? Autor desconhecido/ Adaptação por Ikessauro

Tecnicamente seria o Corythosaurus mesmo, mas por algum motivo decidiram cortá-lo do filme e trocar pelo Parassaurolofo. Pode ser pela crista mais chamativa ou pela facilidade de usar o design já existente de Jurassic Park. No final existem especulações mas nenhuma resposta definitiva. Outra hipótese é que Spielberg não quisesse gastar mais dinheiro do orçamento em um dino completamente novo ou tentou evitar confusão do público cortando um de dois dinos parecidos, ou seja, tirou o Coritossauro para não confundir com o Parassaurolofo. A prova mais contundente de que esse dinossauro era pra ter aparecido está no próprio filme. Além da fala de Tembo, no momento que Burke para o jipe e desce para acompanhar a captura do Paquicefalossauro, um caçador desce com ele. Nas mãos do caçador há uma cópia da lista de espécies da Ingen. É claramente notável o Coritossauro na página exibida na mão do caçador aos 36 minutos e 18 segundos do filme.
Prova do Coritossauro quase ter sido usado em TLW
© Universal Studios/Montagem por Ikessauro

O estranho é que aos 36 minutos e 29 segundos, a cena é cortada e no novo enquadramento a página passa a mostrar a imagem do Paquicefalossauro como deveria, afinal, estão capturando um na cena. Provavelmente a ideia de trocar o Coritossauro pelo Parassaurolofo foi tida ou a decisão foi tomada só na pós produção. 
Poucos segundos depois a ficha magicamente mostra o Paquicefalossauro
© Universal Studios/Montagem por Ikessauro

Aí os técnicos da ILM (Industrial Light and Magic) só trocaram o modelo para um Parassaurolofo e a edição foi feita de modo que não se visse nada do Coritossauro em cena. A falha na fala do Tembo e esse erro de continuidade da ficha podem ter passados despercebidos ou deixados propositalmente imaginando que ninguém perceberia o erro, até porque as figuras do Coritossauro e Paquicefalossauro são bem parecidas. Inclusive revirei a internet atrás dessa imagem do Coritossauro, seu autor e nada encontrei. Somente uma foto de uma página do catálogo da Ingen, uma versão diferente da usada no filme, provavelmente uma peça da produção que acabou descartada e acabou em algum arquivo e talvez hoje na mão de colecionadores ou vendedores de props. Na ficha o nome do dino está incorreto, como "Corinthosaurus" o que abreviado poderia soar como "Carina", como pronunciado por Roland. Além disso dada a raridade da figura do dino, é improvável que seja uma réplica feita por um fã. A imagem bate perfeitamente com a cena do filme. Inclusive foi dessa foto que copiei a figura do dino e tentei aumentar, mesmo que sem muita qualidade, gerando a figura no começo do texto desse dino. Se você achar essa figura em alta resolução, por favor nos envie, assim como qualquer informação do artista.
Ficha de espécie da Ingen não usada no filme: o nome do dino está errado
© ???? Autor desconhecido

Além desse mistério todo, o Corythosaurus foi efetivamente posto no cinema em Jurassic Park 3 em um bando de herbívoros, na fuga dos raptores. O dinossauro aparece com os Parassaurolofos e correm desesperados para todo lado ao perceber perigo. Fora isso não aparecem em nenhum momento adicional. O Coritossauro de JP3 é bem bonito, tem um corpo acinzentado com um dorso amarelo e manchas variadas com bordas azuladas. A crista é meio alaranjada para dar destaque. Segundo conteúdos criados para o site do Dinosaur Protection Group um relatório da Ingen indicava que na época do primeiro filme eles já tinham 97% do DNA desse dinossauro mapeado. Posteriormente à venda da Ingen para a o Grupo Masrani, a empresa criou este dino secretamente na Ilha Sorna, junto com o Espinossauro, Ceratossauro, Anquilossauro, em suma os novos dinos vistos em JP3. Caso queira aprender mais sobre essa espécie de dino, visite este link.
Corythosaurus de Jurassic Park 3
© Universal Studios


Corythosaurus de Jurassic Park 3
© Universal Studios

Corythosaurus de Jurassic Park 3
© Universal Studios

Carnotauro

O Carnotauro foi outro dinossauro a fazer sua estreia na franquia de filmes em JWFK. Previamente utilizado por Michael Crichton no livro O Mundo Perdido, era o dinossauro que originalmente possuía a capacidade de camuflagem, que no filme não foi usada nele e sim no híbrido Indominus rex no filme anterior, para minha tristeza, diga-se de passagem. Embora não tenha sido usado nos filmes anteriores, o Carnotaurus sempre foi um dinossauro bastante popular na mídia, graças ao seu fóssil extremamente bem conservado, que inclui até a impressão da pele do animal. No filme ele aparece com cores avermelhadas intercaladas com manchas escuras quase azuis quando vistas de perto.
Foto promocional do Carnotauro de Jurassic World Reino Ameaçado
© Universal Studios

Além disso, quem não ficaria fascinado com um dinossauro que parece ter um focinho curto tipo um buldogue, adornado com dois chifres acima dos olhos como um touro. Tanto é que o nome Carnotaurus significa "Touro Carnívoro". Fiquei muito empolgado ao ver que o "Carno" finalmente apareceria no novo filme e ainda mais que seu modelo em computação gráfica respeitou bastante a anatomia e proporções do animal verdadeiro, incluindo o focinho curto e os chifres, além das osteodermas e espinhos na pele. Entretanto em vida, os braços seriam ainda mais curtos que no filme e seriam posicionados de forma diferente. No filme o Carnotauro é um dos novos dinossauros que mais aparece em destaque, embora tenha sido mostrado muito menos do que eu gostaria. Tem a cena do "quase ataque" à girosfera que culmina numa surra da Rexy, além da batalha com um Sinoceratops. No fim, devora um pedaço do vilão junto com a Rexy e escapa mundo afora. Para saber mais sobre o Carnotauro, clique aqui.
Carnotaurus em uma de suas cenas de maior destaque
© Universal Studios

Compsognato

O pequenino Compsognathus é um dinossauro pouco conhecido na mídia popular, apesar de já ter sido mostrado várias vezes na franquia de Crichton. Na realidade ele aparece no livro Jurassic Park e foi até construído para aparecer no filme, porém no final foi cortado.
 Arte Conceitual do Compsognathus de JP e TLW
© Universal Studios

Sua estreia no cinema foi na sequência "O Mundo Perdido". Apesar de não parecer, estes pequenos carnívoros desempenham papel importante no segundo filme ao atacar a menina na praia e desencadear toda a trama do filme.
Compy em sua estreia em O Mundo Perdido: Jurassic Park
© Universal Studios

Posteriormente reaparecem em JP3 somente como coadjuvantes, sem desempenhar grandes feitos. São mencionados por Eric quando ouve seus pios na selva. Finalmente em Jurassic World Reino Ameaçado vários aparecem fugindo da erupção, a primeira aparição oficial deles na Isla Nublar e posteriormente são vistos saindo da mansão Lockwood. Também temos um close em um deles em meio a brinquedos no parque abandonado. Infelizmente neste filme tiveram pouco destaque, aparecendo somente em breves momentos. O Compsognathus do filme primeiramente foi identificado como "Compsognathus triassicus" por um personagem em o Mundo Perdido, porém esta espécie não existe na realidade. O Compsognato da vida real é chamado Compsognathus longipes, embora exista um dinossauro aparentado denominado Procompsognathus triassicus. Ao que parece, a mistura dos nomes no filme foi mesmo um engano dos roteiristas e o animal deveria mesmo representar o Compsognathus longipes.
Um Compy escondido em meio a brinquedos no agora extinto Jurassic World 
© Universal Studios

Anquilossauro

O dinossauro couraçado mais famoso de todos já havia aparecido antes na franquia, em Jurassic Park 3, com uma aparência bem diferente da que foi usada em sua nova versão em Jurassic World. Foi outra das surpresas de JP3, como era um dino ainda não visto na franquia.
Ankylosaurus de Jurassic Park 3 
© Universal Studios

Ankylosaurus de Jurassic Park 3 
© Universal Studios

Em JP3 ele aparece na floresta com uma coloração preta com manchas vermelhas na cabeça, além de aparecer na margem do rio junto com os outros herbívoros. Ele aproxima-se do rio para beber.
Ankylosaurus de Jurassic Park 3 
© Universal Studios


Ankylosaurus à direita da foto perto da margem: cena de  Jurassic Park 3 
© Universal Studios

No filme anterior, este dinossauro teve um bom destaque batalhando a Indominus rex em meio à floresta, porém nesta sequência ele aparece com menos relevância para a história. Aparece fugindo da lava e também pelo menos um indivíduo aparece capturado pelo grupo de "resgate".
Ankylosaurus em arte conceitual de  Jurassic Park 3 
© Universal Studios

Ankylosaurus: não sei se as cores são oficiais ou foi pintado por fã
© Universal Studios

Este animal aparece posteriormente também na mansão Lockwood. Embora parecido com o animal real, a anatomia do Ankylosaurus de Jurassic World está longe da realidade do animal verdadeiro. Recentemente novos fósseis dessa espécie foram achados e um novo estudo redescreveu sua aparência em 2017. Para conhecer em detalhes o Anquilossauro real, clique aqui.
 Ankylosaurus de Jurassic World em foto promocional
© Universal Studios

Ankylosaurus em Jurassic World enfrentando a Indominus
© Universal Studios

Alossauro

O dinossauro Alossauro foi outra boa surpresa de Jurassic World Reino Ameaçado, pois é um dinossauro completamente novo na franquia cinematográfica. Embora já tenha sido utilizado em outras mídias da franquia Jurassic Park, como em vídeo games, quadrinhos e brinquedos, o Allosaurus não havia aparecido em nenhum dos filmes anteriores, pelo menos não de forma completa, somente como um dos hologramas em Jurassic World. Neste filme entretanto vemos este dino com mais clareza, pois ele surge da floresta correndo de forma bem veloz para fugir do fluxo piroclástico do Monte Sibo. No meio do caminho um Alossauro decide atacar a girosfera onde estão Claire e Franklin em meio à corrida, o que claramente não dá certo e o dino acaba caindo e é pisoteado por outros. Pelo menos um Alossauro foi capturado e exposto no leilão, identificado como um espécime jovem da espécie Allosaurus jimmadseni. O modelo em CGI criado para o filme parece bem próximo da anatomia de um Allosaurus real, embora tenha algumas inacurácias. Além disso a espécie Allosaurus jimmadseni não foi oficialmente descrita e por isso não podemos comparar profundamente o dino do filme com A. fragilis, a outra espécie válida de Alossauro. Clique aqui e veja mais dados sobre o Alossauro.
Allosaurus em Jurassic World Reino Ameaçado
© Universal Studios

Apatossauro

O Apatossauro foi mais um dos dinossauros do filme anterior a retornar em Reino Ameaçado, aparecendo em alguns momentos fugindo do vulcão e até mesmo na mansão Lockwood, após ser capturado. No final do filme também é visto fugindo, o que quer dizer que ao menos um Apatossauro ficou solto. Este dinossauro era o saurópode que originalmente foi usado por Michael Crichton no livro Jurassic Park e foi o primeiro dinossauro visto pelo grupo que visitou o parque no incidente original. Quando Nedry rouba os embriões no laboratório do Jurassic Park, Apatosaurus é um dos nomes listados nos frascos refrigerados. No filme o Apatossauro acabou sendo trocado pelo Braquiossauro e só veio a fazer uma aparição no cinema mesmo em Jurassic World, sendo um dos poucos dinos do filme a ter um animatrônico construído (somente pescoço e cabeça). No primeiro Jurassic World vários Apatossauros são mortos pela Indominus. Se quiser saber mais sobre o Apatosaurus como um todo, visite nossa postagem sobre esse dinossauro clicando aqui.
Apatosaurus  de Jurassic World em foto promocional
© Universal Studios

Arte Conceitual do Apatosaurus de Jurassic World
© Universal Studios

Animatrônico do Apatosaurus de Jurassic World
© Universal Studios

Arte Conceitual do Apatosaurus de Jurassic World
© Universal Studios

Ceratossauro

Não sei pra você, mas quando eu vi pela primeira o filme Jurassic Park 3, um dinossauro que me surpreendeu muito foi  o Ceratossauro. Nada indicava que ele aparecia no filme, a cena era bizarra, os protagonistas cavando nas fezes do Espinossauro quando do nada surge o Ceratossauro encarando todos a poucos metros.
Ceratosaurus  pela primeira vez em cena de Jurassic Park 3
© Universal Studios

O dinossauro aparenta ter um porte mediano, condizente com a espécie, o focinho é adornado por um chifre, mas os produtores do filme erraram muito em alguns aspectos. Especialmente o fato da cabeça estar errada. Parece um crânio do T.rex de JP menor, com um chifre na frente. O dino não tem os dois outros chifres que deveria acima dos olhos. Para felicidade de todos, o dino chega bem perto dos humanos o que nos permite tem um close de sua cabeça. Os olhos são amarelos e a cabeça é bem vermelha.
Ceratosaurus  pela primeira vez em cena de Jurassic Park 3
© Universal Studios

À medida que o animal observa as potenciais presas e fareja o odor pútrido das fezes neles, vai se movimentando devagar e podemos ver mais detalhes de sua cor. O ventre parece ser claro e o dorso tem manchas e listras pretas. A cor vermelha desce pelo pescoço até as costas do animal. A partir disso o dino sai de cena e nunca mais foi filme nos filmes, nem mesmo nas continuações da nova trilogia, Jurassic World. O Ceratosaurus da vida real não era tão robusto provavelmente e tinha três chifres em vez de apenas um, além de ter um crânio bem diferente do filme.
Ceratosaurus: observe as manchas no pescoço e costas
© Universal Studios

Ceratosaurus: observe as manchas no pescoço e costas
© Universal Studios

Galimimo

Um dos dinossauros do Jurassic Park original, o Galimimo retorna em Jurassic World Reino Ameaçado. O primeiro filme vimos um bando de Gallimimus pela primeira vez quando Dr. Grant e as crianças percebem que eles estão fugindo, o que constatam ser verdade quando Rexy surge e ataca um dos indivíduos do bando.
Arte Conceitual do Gallimimus de Jurassic Park
© Universal Studios

Arte Conceitual do Gallimimus de Jurassic Park
© Universal Studios

O bando original de Gallimimus em Jurassic Park
© Universal Studios

Esta espécie foi representada brevemente também no filme O Mundo Perdido fugindo na cena da trilha de caça em grandes números. Alguns são capturados pelos caçadores e depois na cena do acampamento, soltos pelos coletores.
Gallimimus fogem na trilha de caça em O Mundo Perdido
© Universal Studios

Em Jurassic World um bando deles aparece correndo no Vale dos Galimimos, ao lado dos veículos de passeio dos visitantes do parque. Sendo dinos pacíficos, os visitantes passeavam entre eles.
Gallimimus correndo no Vale em Jurassic World
© Universal Studios

Agora em Reino Ameaçado os Gallimimus aparecem fugindo a toda velocidade junto com os demais dinossauros e acabam sendo capturados também a fim de serem leiloados na mansão Lockwood. O Gallimimus é um dinossauro terópode, porém diferente da maioria, pois não tinha grandes dentes e sim um bico desdentado com o qual provavelmente capturava sua comida, que deve ter sido mista de plantas e pequenos animais. Veja mais sobre o Gallimimus clicando aqui.
Arte de divulgação do Gallimimus de Jurassic World
© Universal Studios

Arte do Gallimimus de Jurassic World
© Universal Studios

Gallimimus fogem do vulcão em Reino Ameaçado
© Universal Studios

Parassaurolofo

O bom e velho Parassaurolofo é um dinossauro super popular na mídia graças a sua aparência curiosa produzida pela crista massiva que possuíam no crânio. Este dinossauro herbívoro pertence ao grupo dos hadrossaurídeos e vivia no Cretáceo da América do Norte. No primeiro filme, Jurassic Park de 1993, o Parassaurolofo é o segundo dinossauro a ser avistado pelos visitantes logo em seguida do encontro com o Braquiossauro. No lago ao fundo um bando de Parassaurolofos pasta e bebe na beira do lago.
Arte Conceitual do Parasaurolophus Fêmea de Jurassic Park 
© Universal Studios

Arte Conceitual do Parasaurolophus Macho de Jurassic Park 
© Universal Studios
Arte Conceitual do Parasaurolophus com cor alternativa não usada 
© Universal Studios

Eles teriam uma tonalidade bonita de verde com áreas vermelhas, mas devido a vermos os dinos de longe detalhes não podem ser apreciados. Infelizmente a participação dele no primeiro filme foi restrito a esta cena. No mural no centro de visitante também havia um desenho do Parassaurolofo.
 Bando de Parasaurolophus em Jurassic Park
© Universal Studios

 Bando de Parasaurolophus no mural de Jurassic Park
© Universal Studios

Este dino voltou no livro "O Mundo Perdido" bem como no filme correspondente de 1997. Na continuação o Parasaurolophus teve mais destaque, aparecendo na trilha de caça onde foi capturado pelos caçadores e depois aparece fugindo no acampamento. Até uma carcaça desse dino aparece no filme. Em o Mundo perdido o Parassaurolofo aparece com cores mais quentes, tons de bege, marrom e vermelho suave, meio alaranjado. Roland Tembo não consegue pronunciar seu nome e acaba chamando-o de "Elvis" por causa da crista lembrar o penteado ou topete do rei do rock.
Parasaurolophus"Elvis"em O Mundo Perdido
© Universal Studios

Em Jurassic Park 3 uma variante verde desse dino é mostrada em alguns momentos quando o grupo de sobreviventes foge dos Velociraptores. Ao sair em uma campina um bando de dinos herbívoros está pastando e entre eles há esta variedade de Parassaurolofo.
 Parassaurolofo de Jurassic Park 3
© Universal Studios

Em Jurassic World (2015), aparece deitado com outros herbívoros no vale onde andam as girosferas. O dino foi feito com as cores tradicionais das artes conceituais de Mark "Crash" McCreery, tons de laranja e marrom avermelhado. Esse padrão foi reutilizado em Jurassic World Reino Ameaçado, onde o "Parassauro" é visto correndo do vulcão e é capturado e levado para leilão. Os indivíduos dessa espécie acabam sendo soltos no fim do filme junto com outros dinos. Para saber mais sobre essa espécie de dinossauro, visite nossa postagem sobre o Parasaurolophus.
Parassaurolofo de Jurassic World
© Universal Studios

Sinoceratops

Outro dinossauro inédito na franquia Jurassic Park/Jurassic World é o ceratopsídeo Sinoceratops, que apareceu pela primeira vez no cinema em Reino Ameaçado. Este dinossauro é um daqueles dinos dotados de chifres e gola óssea, como o seu parente Triceratops. Este dinossauro não foi usado por Michael Crichton em nenhum momento nos livros e nem nos filmes anteriores, pois só foi de fato descrito e nomeado em 2010, então é como se ninguém soubesse de sua existência antes. Vivia na região onde hoje é a China e seu nome científico é Sinoceratops zhuchengensis, que quer dizer "Rosto com Chifres Chinês de Zhucheng". Este dinossauro chegava a medir até 6 metros de comprimento. No filme ele é mostrado com as fenestras (buracos do escuto ósseo) abertas, como se em vida elas fossem mesmo um buraco. Até o momento não há evidências de que isso fosse verdade, vários outros dinossauros de chifre possuem os mesmos buracos no crânio, mas em vida eles eram preenchidos com tecido, músculos e pele. Dos novos dinossauros de Reino Ameaçado, este é um dos mais coloridos, com tons de verde e amarelo pelo corpo, com manchas brancas em alguns pontos. No filme participa de uma cena engraçada lambendo Owen na floresta o que acaba ajudando a salvá-lo da lava que se aproxima e depois luta contra um Carnotauro durante o estampido. Vários deles caem no mar do penhasco, mas alguns são salvos e levados à mansão Lockwood.
Sinoceratops de Jurassic World
© Universal Studios

Mamenquissauro

O único dinossauro saurópode a aparecer no segundo filme da franquia foi o Mamenchisaurus, um dinossauro chinês. Este dinossauro aparece correndo dos caçadores na cena da trilha de caça, inclusive com alguns motoqueiros passando velozmente por baixo de um deles. O Mamenquissauro infelizmente foi pouco explorado no filme e serviu mais de plano de fundo, sem interação direta com os humanos. Tão breve foi sua aparição que os produtos nem sequer projetaram um modelo digital novo dele, apenas modificaram o modelo do Braquiossauro de Jurassic Park para encaixar no formato do novo dinossauro. De qualquer modo ainda é um dos dinos mais legais da franquia na minha opinião.
Mamenquissauro corre pela Trilha de Caça em O Mundo Perdido
© Universal Studios

Este saurópode foi descoberto na China em 1952 e vários esqueletos são conhecidos, inclusive um exemplar ainda não totalmente descrito que sugere um tamanho máximo de 35 metros, o que faria dele um dos maiores dinossauros conhecidos, ao menos em comprimento. Seu nome Mamenchisaurus foi criado para significar "Lagarto do Riacho do Cavalo Relinchante" ou algo assim, em referência ao local de sua descoberta. Mas como o nome derivava de um dialeto chinês, no processo de latinização houve um erro e na prática se você tentar traduzir este nome do dinossauro chegará a algo como "Lagarto Portão Cavalo" em vez do nome correto. Tudo por causa de um erro gramatical.

Mamenquissauro: arte conceitual de O Mundo Perdido
© Universal Studios

Mamenquissauro corre pela Trilha de Caça em O Mundo Perdido
© Universal Studios

Stygimoloch

Sem dúvida alguma um dos maiores momentos do novo filme Jurassic World Fallen Kingdom foi a maneira encontrada por Owen para fugir, usando um dinossauro preso na cela ao lado da dele! Owen provoca o pobre dinossauro, que já estava meio zangado, até que com seu crânio espesso ele derruba as paredes e grades libertando os protagonistas e a si mesmo. Este dinossauro sem dúvida é um personagem super cativante e ganhou a simpatia dos espectadores ao andar confuso pelos corredores do laboratório, meio atordoado após tantas cabeçadas. Seu momento de estrelato no filme entretanto atinge seu ápice quando Owen libera o "Stigy" no salão do leilão em meio aos compradores e mercenários. O pequeno dinossauro gera um caos digno de muitas risadas, produzindo um dos momentos mais marcantes do filme na minha opinião. Para quem não sabe, o Stygimoloch é um dinossauro herbívoro do grupo dos paquicefalossaurídeos, dotado de um crânio espesso adornado com longos chifres, seu nome faz juz à sua aparência, uma vez que significa "Diabo com Espinhos". Este dino já era um dos meus herbívoros favoritos e agora é com certeza o dino favorito de muita gente mundo afora! Veja mais sobre este dino nesta postagem aqui.
Stygimoloch de Jurassic World
© Universal Studios

Stygimoloch de Jurassic World
© Universal Studios

Outras Criaturas

Tendo apresentado acima todos os dinossauros que aparecem vivos em Jurassic World Fallen Kingdom, agora precisamos abordar outros animais que são mostrados no filme. Como sabemos, nem todos os animais do filme são dinossauros de fato e por isso listarei eles separadamente aqui.

Mosassauro

Durante a década de 90 e início dos anos 2000, o fandom do Jurassic Park discutia muito a possibilidade de que um dia um animal marinho fosse recriado e apresentado no parque dos dinossauros, incluindo répteis como plesiossauros, mosassauros ou ictiossauros. Muitos argumentavam que seria impossível e que nunca aconteceria, afinal, mosquitos não poderiam viver no mar e picar animais submersos, para preservar seu DNA no sangue sugado. Mas o jogo Jurassic Park The Game mudou tudo quando mostrou um Tylosaurus recriado por engenharia.
Arte publicitária da Mosassauro de Jurassic World
© Universal

Aparentemente os técnicos do parque teriam sido capazes de recriar mesmo na época do primeiro filme um Tilossauro, usando provavelmente material genético de ossos. Embora cientificamente essas técnicas não sejam possíveis na realidade, no universo "crichtoniano" essas tecnologias são viáveis e permitiram sim a ressurreição de espécies marinhas também. Em 2015 fomos apresentados a uma grande atração do Jurassic World, uma fêmea gigantesca de Mosasaurus, um gênero de lagarto marinho da era dos dinossauros. No filme ela era mostrada numa lagoa gigante no centro da ilha, ao estilo "SeaWorld", onde uma treinadora induzia o animal a atacar um tubarão morto pendurado acima da água.
Mosassauro no show em Jurassic World Reino
© Universal

Embora o animal do filme seja similar ao verdadeiro, seu tamanho é extremamente exagerado, pelo menos 10 metros a mais do que teria na vida real. De qualquer modo o animal é magnífico e tornou-se protagonista indiretamente ao dar o ataque derradeiro à terrível Indominus rex, arrastando-a para dentro da lagoa. Em Jurassic World Fallen Kingdom a Mosassauro aparece já no começo do filme, atacando um submarino e posteriormente o helicóptero, antes de finalmente escapar da ilha para o oceano, devido a uma falha de continuidade do filme, pois nesta sequência a lagoa foi erroneamente posicionada na borda da ilha em contato com o mar, como se fosse uma baía. Não há como questionar que a Mosassauro é um animal central na franquia a partir de agora e está à solta nos oceanos, como visto no fim do filme e até no trailer.
Mosassauro à solta no fim de Jurassic World Reino Ameaçado
© Universal Studios

Pteranodon
Um clássico réptil pré-histórico, o Pteranodon já marca presença na franquia Jurassic Park há tempos. Fez seu debut em O Mundo Perdido, porém brevemente, sem muito destaque, no final do filme pousando num galho de árvore. Várias artes conceituais foram criadas desse pterossauro para o segundo filme, incluindo versões do Pteranodon longiceps e Pteranodon sternbergi, hoje chamado Geosternbergia.
Arte conceitual do Pteranodon ou Geosternbergia de TLW
© Universal Studios

Arte conceitual do Geosternbergia  com cores alternativas de TLW
© Universal Studios

Arte conceitual do Pteranodon longiceps de TLW
© Universal Studios

No filme estranhamente não há nenhuma menção aos pterossauros durante qualquer cena, até que no final, sem explicação um deles aparece voando e pousa  numa árvore. Aparentemente uma cena envolvendo estes animais havia sido cortada do filme. O Pteranodon apare com uma crista longa e pontuda, asas marrons e brancas com listras próximo ao corpo e um bico e crista amarelados. O rosto e pescoço e parte do tronco são todos azul turquesa, detalhe que no filme nem sempre fica aparente. Bizarramente não há nada a indicar que estes répteis poderiam sair da ilha voando e causar problemas.
Pteranodon em O Mundo Perdido: Jurassic Park
© Universal Studios

O pterossauro aparece novamente em Jurassic Park 3 com alguma significância, quando um "aviário" é mostrado pela primeira vez nos filmes. No livro original de Jurassic Park os pterossauros recriados pela Ingen eram Cearadáctilos, uma espécie dentuça de pterossauro que viveu no Brasil, mas nos filmes acabaram sendo substituídos pela espécie americana, que é maior e dotada de uma crista chamativa. Em Jurassic Park 3 os pterossauros que haviam sobrevivido no aviário acabam soltos sem querer pelos humanos que estão na ilha. Os Pteranodontes de JP3 eram bem maiores que o indivíduo do segundo filme e erroneamente possuíam dentes, algo que o animal real não tinha. No filme aparecem adultos e filhotes dentro do aviário.
Pteranodon de Jurassic Park 3
© Universal Studios

Em Jurassic World ouvimos menção a estes animais, de que aqueles que escaparam no fim de JP3 causaram problemas voando ao continente onde Hoskins ajudou a lidar com a situação capturando os animais no Canadá (provavelmente abateram os pterossauros). Ainda no filme de 2015 observamos outro acidente com um aviário, desta vez quando Masrani falha na tentativa de abater I. rex e seu helicóptero cai, promovendo a fuga dos répteis alados, incluído vários Pteranodons que são diferentes das versões anteriores tanto em estrutura quanto na cor. Alguns atacam humanos no parque e um inclusive captura Zara Young e a derruba na lagoa, onde posteriormente vários Pteranodontes mergulham e novamente tentam capturá-la. Quando um deles finalmente consegue fazer isso e sai voando com a moça, presa (Zara) e predador são devorados pela Mosassauro. Em Jurassic World Fallen Kingdom os Pteranodons retornam aparecendo em diversos momentos na Ilha, alguns posteriormente aparecem fugindo da mansão Lockwood e na cena pós créditos, alguns aparecem voando em meio a uma cidade. Para saber tudo sobre este pterossauro, o Pteranodon, visite este link.
Pteranodon de Jurassic World e de JW Reino Ameaçado
© Universal Studios

Dimorphodon

O pterossauro Dimorphodon era pouco conhecido do público leigo até 2015 quando foi introduzido na franquia Jurassic Park no filme Jurassic World. Ele fazia parte da atração do parque chamada "Aviário" junto com o Pteranodon. Embora seja similar ao animal real, o Dimorfodon do filme era ao menos 1 metro maior (na envergadura de asas) que o verdadeiro animal. O crânio também não é perfeitamente igual ao do animal verdadeiro, possivelmente efeito do DNA impuro. Dos pterossauros vistos nos filmes esse é o único a demonstrar ter picnofibras, cobertura corporal que pterossauros realmente tinham.

Criaturas Fictícias

Pra falar a verdade pensei até mesmo de botar como subtítulo desse tópico aqui o termo "Híbridos", mas refletindo, sabemos que na prática todo animal dos filmes é um pouco hibridizado com outros bichos modernos pra preencher falhas do DNA. Alguns tem DNA de répteis, outros de anfíbios e por aí vai. Mas eu queria mesmo era me referir aos híbridos de duas ou mais espécies pré-históricas e na prática temos dois animais que se encaixam nessa categoria, dinossauros fictícios criados para Jurassic World apenas.

Indominus rex

Eu sei que a Indominus não apareceu de fato neste filme, porque já havia morrido no final do último, porém seu esqueleto é mostrado bem no começo do filme, e tem um papel importante no roteiro de Reino Ameaçado. Indominus rex foi um dinossauro gigante carnívoro criado com base no DNA de T. rex, mesclado com Velociraptor, Carnotaurus, Majungasaurus, Giganotosaurus, Therizinosaurus, Sapos Arbóreos tropicais e Sépia, um tipo de molusco. Tudo isso gerou um animal enorme, inteligente, extremamente resistente e adaptado para matar, com habilidades de camuflagem e controle de temperatura corporal. Em Jurassic World foi o dinossauro vilão principal, que causa todo o drama visto no filme e o fim do parque. No final, tendo sido arrastada para a lagoa pela Mosassauro no primeiro filme, ficamos imaginando que o réptil marinho teria devorado Indominus, porém não é o que parece ter ocorrido. Seu esqueleto quase completo estava ainda parcialmente articulado no fundo da lagoa quando os exploradores aparecem com o submarino e coletam uma costela, a fim de usar o DNA na criação de outro híbrido. Isso sugere que Mosassauro apenas matou e abandonou a carcaça em vez de alimentar-se dela.
Arte publicitária da Indominus rex
© Universal Studios

Restos mortais da Indominus rex no fundo da lagoa
© Universal Studios

Indominus rex causando caos em Jurassic World
© Universal Studios

Indoraptor

Indoraptor é o dinossauro vilão do filme Jurassic World Reino Ameaçado e foi criado misturando o DNA da Indominus rex com uma proporção maior de DNA de Velociraptor, a fim de criar um híbrido tão inteligente e letal quanto a Indominus, para uso militar, porém menor,  que faria a tarefa de controlar o animal ser mais fácil. Ao contrário da Indominus que era toda branca e gigante, o Indoraptor é menor, todo negro com uma listra dourada no corpo, mas igualmente esperto e perigoso, senão mais. Aparece pela primeira vez na mansão Lockwood onde ficamos sabendo que foi criado secretamente por Dr. Wu em parceria com Eli Mills, para uso militar, com intuito de ser produzido e vendido para quem quiser e puder pagar. O Indoraptor acaba sendo revelado por completo no leilão de dinossauros e graças à estupidez humana agindo em conjunto com a inteligencia da criatura, o bicho escapa e acaba causando caos no lugar. No fim acaba lutando com Blue e termina morto ao cair do telhado, sendo empalado nos chifres de um crânio de Triceratops no museu do Sr. Lockwood.
Bom, este é o segundo e último híbrido de dinossauros que veremos na franquia Jurassic World, pelo menos por enquanto. Segundo os produtores dos filmes, o terceiro filme da franquia não terá dinossauros hibridizados e em Jurassic World Fallen Kingdom temos um indicativo disso ao ver o último pedaço restante da amostra coletada na lagoa ser destruída.
Arte do Indoraptor de Jurassic World Fallen Kingdom
© Universal Studios

Arte do Indoraptor de Jurassic World Fallen Kingdom
© Universal Studios

Arte do Indoraptor de Jurassic World Fallen Kingdom
© Universal Studios

Stegoceratops

Um dinossauro fictício diferente e bem intrigante que seria apresentado no primeiro Jurassic World, mas acabou sendo cortado do roteiro final. Segundo relatos, Claire e Owen iriam dar de cara com este dinossauro na selva e descobrir que Dr. Wu estava criando híbridos em segredo, além da Indominus. Porém quando o filho de Colin Trevorrow viu o dino, disse que ele fara a I. rex parecer menos especial e isso levou o diretor a cortá-lo do filme. Pessoalmente achei isso bem chato, preferia que ele tivesse aparecido, seria ao menos um híbrido herbívoro não assassino. Teoricamente ele seria uma mistura do Stegosaurus e Triceratops, obviamente, com DNA de de besouro e cobra. Após ser cortado do filme, só apareceu em forma de uma imagem num computador do laboratório. Apesar de ser parte Triceratops, sua cabeça lembra mais um Nasutoceratops.
Stegoceratops de Jurassic World
© Universal Studios

Stegoceratops na tela do computador em Jurassic World
© Universal Studios

Híbrido de Terizinossaurídeo

Aparece do mesmo modo que o Stegoceratops, na tela do monitor do laboratório. Este dinossauro fictício parece ter DNA base de Therizinosaurus com Sépia, Sapos e outros organismos não identificados. Pelos espinhos no pescoço, pode-se especular que tenha DNA de Amargasaurus. Não foi identificado com nenhum nome específico.
Híbrido não identificado na tela do computador em Jurassic World
© Universal Studios

Híbrido de Paquicefalossaurídeo

Também aparece somente na tela do computador. Parece ter a base de DNA de Paquicefalossauro e nota-se que também tem genes de Sépia e Sapo. É especulado que tenha DNA de algum terópode também. Não foi identificado com nenhum nome específico.
Híbrido não identificado na tela do computador em Jurassic World
© Universal Studios

Menções e peças de cenário

Alguns animais apareceram nos filmes sem necessariamente ser dinossauros recriados ou estarem vivos em cena, similar ao Stegoceratops. Alguns foram cortados dos filmes durante a produção. Por sua aparição ser muito breve, apenas listarei abaixo rapidamente.

  • Concavenator (Modelo ou Espécime Taxidermizado na Mansão Lockwood)
  • Dimetrodon (Modelo ou Espécime Taxidermizado na Mansão Lockwood)
  • Dracorex (Modelo ou Espécime Taxidermizado na Mansão Lockwood)
  • Dreadnoughtus (nome aparece em JWFK num frasco de embriões)
  • Edmontosaurus (crânio no ninho do T.rex em TLW provando que ele foi clonado na Isla Sorna e um esqueleto em JWFK)
  • Kosmoceratops (Esqueleto na Mansão Lockwood)
  • Metriacanthosaurus (nome aparece em JP num frasco de embriões)
  • Proceratosaurus (nome aparece em JP num frasco de embriões)
  • Mononykus (Modelo ou Espécime Taxidermizado na Mansão Lockwood)
  • Peloroplites (Esqueleto na Mansão Lockwood)
  • Protoceratops (Esqueleto na Mansão Lockwood)
  • Teratophoneus (Esqueleto na Mansão Lockwood)
  • Fetos de dinos não identificados em JP3 (um deles lembra um hadrossaurídeo)
  • Archaeornithomimus (Nome mencionado por Claire em JW)

Enfim, esta é a lista completa de animais pré-históricos que aparecem nos filmes da trilogia original e da nova trilogia. Não sabemos se novos dinossauros aparecerão em Jurassic World 3 ou se somente os que já haviam aparecido estarão em cena. O que sabe-se é que não há planos de mostrar nenhum híbrido no novo filme. Caso eu tenha deixado passar algum dinossauro dos filmes, por favor, deixa um comentário abaixo e incluirei na postagem. Vou pensar ainda se faço inclusão dos dinos dos games e outras mídias aqui ou faço posts separados. Como fonte de pesquisa para este artigo foram usados os cinco filmes da franquia, bem como o site Jurassic Park Wikia, Jurassic Outpost, os Roteiros dos filmes disponíveis em PDF, materiais do Dinosaur Protection Group e informações dos sites oficiais de Jurassic World e Jurassic World Fallen Kingdom. Sinta-se livre para contribuir fornecendo informações adicionais ou corrigindo algum erro nos comentários.


Este post está sendo patrocinado pela Dinoloja, uma loja especializada em brinquedos e colecionáveis pré-históricos. A Dinoloja oferece uma grande variedade de figuras de dinossauros, réplicas de fósseis e claro, os brinquedos oficiais de Jurassic World Reino Ameaçado, fabricados pela Mattel. A linha de bonecos do filme é sensacional e inclui vários dos dinos aqui mencionados em tamanhos variados. Alguns são pequenos, outros são gigantes e são todos feitos em escala uns com os outros de acordo com o tamanho visto nos filmes. Os brinquedos são bem fieis aos dinos dos filmes e tem mecanismos irados para brincar e claro, são excelentes itens de coleção para sua coleção de dinossauros ou uma coleção de Jurassic Park. A Mattel ainda está liberando os bonecos aos poucos para venda e nem todos estão disponíveis, mas assim que chegam ao Brasil a Dinoloja já encomenda. A Mattel já anunciou que a linha continuará em 2019 e provavelmente perdurará até o terceiro filme. Aproveite e entre na loja pelos links acima ou pelo endereço www.dinoloja.com e procure os dinos do filme. A loja é segura, oferece bons preços e diversos meios de pagamento. Pode comprar no boleto ou cartão de crédito parcelado e até fazer pagamento em depósito bancário, o que dá direito a descontos! Seus produtos são enviados super bem embalados para proteger seu colecionável até a entrega! Aproveite e garanta seus dinos!

0 comentários :